Por que a estreia antecipada de "The Master" é boa para os fãs brasileiros de P.T. Anderson

Para muita gente por aí, o ano já acabou com o lançamento de “Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge“. Não para os cinéfilos de verdade, que tiveram uma excelente notícia esta semana com a antecipação da estreia de “The Master“, novo filme de Paul Thomas Anderson, para 14 de setembro – um mês antes do previsto pela Weinstein Company.

 

Mas por que o lançamento antecipado nos EUA é uma “excelente notícia” para nós, brasileiros? Por duas razões: 1) com o filme na praça em 14 de setembro (e possivelmente já terá sido exibido na semana anterior, no Festival de Toronto), as chances são ainda maiores de ele ser incluído na programação do Festival do Rio (que acontece de 27 de setembro a 11 de outubro) ou da Mostra de São Paulo (19 de outubro a 1º de novembro); e 2) assim que a data de estreia no Brasil for definida, poderemos ter uma surpresa.

 

Com “surpresa” quero dizer “boa surpresa”, a não ser que o distribuidor brasileiro (também não definido) queira enfrentar a concorrência dos piratas. Afinal, com a estreia nos cinemas americanos em setembro, é bem provável que a Weinstein Co. lance o novo filme do diretor de “Magnólia“, “Boogie Nights” e “Sangue Negro” (e também de “Jogada de Risco” e “Embriagado de Amor“) em Blu-ray e DVD entre dezembro e janeiro. E sabemos como essas coisas funcionam na internet.

 

Sobre a distribuição no Brasil, é bastante provável que o filme fique com alguma das independentes – Paris ou PlayArte, mas com vantagem para a Imagem, que já vai distribuir “Os Infratores“, de John Hillcoat, e “Killing Them Softly“, de Andrew Dominik, ambos produzidos pela companhia de “The Master“, a Annapurna Pictures.

 

Vejo ainda uma pequena (e remota) chance de ficar com a Sony (que distribuiu no Brasil “Embriagado de Amor“), o que seria, sem dúvidas, a melhor opção, já pensando no lançamento em home video. Mas acredito que ficará mesmo com a Imagem.

 

The Master” é centrado no relacionamento entre um líder religioso carismático (Philip Seymour Hoffman) e um jovem alcoólatra (Joaquin Phoenix), que passa a acompanhar a expansão da religião, nos anos 50. A referência é a Cientologia, o que tem causado desconforto em Hollywood.

 

Vamos cruzar os dedos e aguardar.

 

ATUALIZAÇÃO em 07/ago: Errei. Segundo o boletim Filme B, “The Master ficou com a Paris Filmes e a estreia será em 25 de janeiro de 2013 – típica data de concorrentes ao Oscar. Fica, ainda, a esperança do filme passar no Festival do Rio ou Mostra de São Paulo antes. O título em português continua indefinido.

%d blogueiros gostam disto: