cinematório café #6: Três doses de violência

Três filmes, três personagens envolvidas por mistério, dor e violência. Três abordagens bem diferentes feitas por cineastas peculiares. Estamos falando de “Elle” (idem, 2016, França/Alemanha/Bélgica), de Paul Verhoeven, “Demônio de Neon” (The Neon Demon, 2016, EUA/Dinamarca/França), de Nicolas Winding Refn, e “Creepy” (idem, 2016, Japão), de Kiyoshi Kurosawa.

Os três filmes chegaram ao Brasil neste semestre e têm grandes chances de figurarem nas tradicionais listas de final de ano. E para nos acompanhar nessa sessão tripla, nós convidamos Marcelo Miranda, crítico de cinema da revista Cinética. Nosso bate-papo desta vez não tem spoilers.

O texto que abre o programa é um diálogo do filme “Instinto Selvagem” (Basic Instinct, 1992), dirigido por Paul Verhoeven e escrito por Joe Eszterhas.

O cinematório café é um podcast semanal produzido e apresentado por Renato Silveira Raquel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de temas relacionados ao cinema e às suas áreas correlatas, sempre em um clima de descontração, mas buscando, acima de tudo, reflexões sobre imagens que estão presentes no nosso dia a dia.

A edição e a mixagem de som são do Eduardo Garcia.

Visite e conheça os nossos parceiros:

Academia do Café  Coletivo Libertad

Hyperlinks deste episódio:

Nossa playlist para este episódio, no Spotify.

— Sobre “Elle”:

— Sobre “Demônio de Neon”:

  • Editorial da V Magazine (inglês) – clique na imagem abaixo:

— Sobre “Creepy” e Kiyoshi Kurosawa:

— Lojinha —

(filmes, livros e tudo mais que foi citado neste episódio)

Trilogia “Robocop” (Blu-ray)

“Drive” (DVD)

“Drive”, de James Ellis (livro que inspirou o filme)

“Fashion Beast”, de Alan Moore (Graphic Novel, em inglês)

%d blogueiros gostam disto: