MELHOR DIÁLOGO

Clara vs. Diego,  o tipo “passivo-agressivo”, em “Aquarius”


MELHOR FRASE DE IMPACTO

“I’m one with the Force, and the Force is with me.”
— Chirrut Îmwe, “Rogue One”


MELHOR FINAL

“White God”

Calma que não é spoiler. Foto meramente ilustrativa!


A MOÇA MAIS ENGRAÇADA

Kate McKinnon, “Caça-Fantasmas”


O CARA MAIS ENGRAÇADO

Ryan Gosling, “Dois Caras Legais”


A CENA MAIS HILÁRIA

“Would that it were so simple.”
— “Ave, César!”


MELHOR MEME DE CINEMA

Sad Ben Affleck


MELHOR PARTICIPAÇÃO ESPECIAL

Atores do elenco original no reboot de “Caça-Fantasmas”


MELHOR CITAÇÃO OU REFERÊNCIA

“O Império Contra-Ataca”, em “Capitão América: Guerra Civil”


MELHOR CENA EXTRA OU PÓS-CRÉDITOS

“Caça-Fantasmas”

De novo, foto meramente ilustrativa!


MELHOR USO DE MÚSICA EM UMA CENA

“Pai e Mãe”, Gilberto Gil, em “Aquarius”


PIOR MÚSICA QUE SAIU DE UM FILME E NINGUÉM AGUENTA MAIS ESCUTAR

“Can’t Stop the Feeling”, Justin Timberlake, de “Trolls”


Prêmio QUENTIN TARANTINO

para o que de mais “cool” apareceu na tela durante o ano

EMPATE!

Donnie Yen como Chirrut Îmwe, “Rogue One”

Millie Bobby Brown como Eleven, “Stranger Things”


Troféu WHAT THE F*CK!?
para os filmes mais perturbadores do ano

EMPATE!

“Rastro de Maldade” (Bone Tomahawk), de S. Craig Zahler

“Demônio de Neon”, de Nicolas Winding Refn


Troféu O TAMANHO DA TELA NÃO É DOCUMENTO

para o melhor momento cinematográfico que não vimos no cinema

“A Batalha dos Bastardos”, episódio 9 da sexta temporada de “Game of Thrones”


Troféu FLUXO CAPACITOR

ou “Me leve de volta para os anos 80 e me deixe lá!”

“San Junipero”, da terceira temporada de “Black Mirror”


Troféu PRECISOU, TÔ LÁ!

para quem mais apareceu na tela no espaço de um ano

Mariana Ximenes
Estrelou quatro filmes (“Prova de Coragem”, “Zoom”, “Uma Loucura de Mulher”, “Um Homem Só”) e ainda fez a dublagem brasileira da animação “Sing”, a minissérie “Supermax” e a novela “Haja Coração”.


Troféu CERA DE CARNAÚBA
para o mais cara de pau

Bryan Singer
Por se descaradamente reciclar a cena do Mercúrio de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido” em “X-Men: Apocalypse”.
E não ficou melhor.


Prêmio JOHN TRAVOLTA

também conhecido como “Agora não dá mais!” ou “Empurrão à beira do abismo”

Timur Bekmambetov
Não bastasse fazer filmes ruins por conta própria, ainda quis estragar “Ben-Hur”.


Troféu OPS! EU ACHO QUE LI O ROTEIRO ERRADO
para bons atores em filmes medíocres

Kate Winslet, Casey Affleck e Chiwetel Ejiofor, “Polícia em Poder da Máfia” (Triple 9)


Troféu MOFEI NA GAVETA (E DEVIA TER FICADO LÁ)

para filmes que demoraram anos para sair e não vingaram

“Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos”


Troféu SÓ SERVIU PRO COSPLAY

“Esquadrão Suicida”


Troféu NÃO SERVIU NEM PRO COSPLAY

“Reza a Lenda”, o “Mad Max brasileiro”


PIOR CÓPIA BRASILEIRA DE UM FILME HOLLYWOODIANO

“Desculpe o Transtorno”,  cópia ruim de “Eu, Eu Mesmo e Irene”


Troféu NO FIM ERA SÓ GIMMICK PRA CHAMAR SUA ATENÇÃO

“Hardcore: Missão Extrema”
Um filme de ação todo feito com câmera subjetiva que mais parece ter surgido do plot de um game de tiro que ninguém quis produzir.


E isso é tudo pessoal! Ano que vem tem mais!

VEJA TAMBÉM:

MELHORES E PIORES FILMES DO ANO

TROFÉU “POR ELA EU ENTRO EM COMA!”

TROFÉU “POR ELE EU ENTRO EM COMA!”

%d blogueiros gostam disto: