» Siga o Renato e a Raquel no Twitter!

Nesta edição, nós comentamos o filme “Mulher-Maravilha” (Wonder Woman, EUA, 2017), primeiro longa-metragem protagonizado pela principal super-heroína dos quadrinhos. A produção estrelada por Gal Gadot é um marco, também, para o protagonismo feminino em blockbusters: tem uma mulher na direção, a cineasta Patty Jenkins (de “Monster: Desejo Assassino”), e faturou mais de US$ 100 milhões no primeiro fim de semana, marca importantíssima para os grandes estúdios.

Conosco no debate estão a quadrinhista e professora da Casa dos Quadrinhos, em Belo Horizonte, Carol Cunha, e a mais nova integrante da nossa equipe, Laura Batitucci.

Nosso técnico de áudio é o imprescindível Eduardo Garcia.

Como de hábito, a primeira parte do debate não tem spoilers. Mas como acreditamos que você já viu o filme, vá tranquila(o) até o final e ouça o podcast na íntegra. Por via das dúvidas, abaixo você encontra a marca em que os spoilers entram:

00:00:00  Abertura
00:05:38
 – Debate SEM spoilers
00:38:50 – Debate COM spoilers
01:36:37 – Encerramento

Nosso podcast é compatível com apps com suporte a capítulos e exibição de imagens. Recomendamos o Overcast (iOS) e o Podcast Republic (Android).

O cinematório café é um podcast semanal produzido e apresentado por Renato Silveira e Raquel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de temas relacionados ao cinema e às suas áreas correlatas, sempre em um clima de descontração, mas buscando, acima de tudo, reflexões sobre imagens que estão presentes no nosso dia a dia.

Visite e conheça os nossos parceiros:

Academia do Café Coletivo Libertad

Hyperlinks deste episódio:

— Discurso da Jessica Chastain no Festival de Cannes 2017 (sem legendas):

— Sobre nossa convidada, Carol Cunha:

— Sobre “Mulher-Maravilha”:

  • Patty Jenkins e a verdadeira heroína (Artecines):

  • Os primeiros quadrinhos da Mulher-Maravilha (Pipoca e Nanquim):

  • Os melhores quadrinhos da Mulher-Maravilha (Pipoca e Nanquim):

  • Quatro super-heroínas que precisam ter seus próprios filmes (The Hollywood Reporter, sem legendas):

Leia também: crítica de Laura Batitucci sobre “Monster”, primeiro filme de Patty Jenkins

— Lojinha:

%d blogueiros gostam disto: