Animações invadem Recife na 8ª edição do festival Animage

De 24 de novembro a 3 de dezembro, acontece o Animage 2017 – VIII Festival Internacional de Animação de Pernambuco, um dos principais eventos do gênero no Brasil, que exibirá filmes de vários países em diferentes pontos de Recife (CAIXA Cultural Recife, Cine São Luiz, Cinema do Museu, Jump – Apolo 235 e Teatro Bianor Mendonça Monteiro, em Camaragibe).

O festival oferece uma programação abrangente, distribuída entre mostra competitiva, oficinas, masterclasses, Mostra Parque (em parques e praças públicas) e sessões especiais de longas e curtas, como a Mostra Erótica e retrospectivas, além de exibições de longas inéditos.

Em sua oitava edição, o Animage reafirma o cinema de animação como ferramenta poderosa para o livre debate de ideias. E em tempos de contexto político e social conflituoso, nada melhor do que um evento assim para a liberdade de expressão e o enfrentamento da onda conservadora que vem se estabelecendo no país.

A mostra competitiva é exclusivamente voltada para curtas-metragens, reunindo 88 produções oriundas de 28 países, selecionadas por Júlio Cavani, juntamente com o artista Ayodê França. Os filmes concorrem nas categorias Melhor Curta-Metragem, Melhor Curta Infantil, Melhor Curta Brasileiro e Prêmio do Público, que participa votando ao fim de cada sessão. Também serão premiados a melhor direção, roteiro, direção de arte, técnica e som. Compõem o júri: William Paiva, Rosana Urbes e Bruno Cabús.

Rosana Urbes, premiada ilustrada e animadora, assina a identidade visual do evento, que manifesta, junto com a programação, um dos principais focos de esperança do Animage: o amor e o afeto que devem prevalecer nesse maremoto de emoções contraditórias. Além de júri, Rosana também ministrará masterclass sobre seu processo de produção e criação.

Longas

O filme que faz a abertura do Animage 2017 é o autobiográfico “Torrey Pines”, do diretor americano trans, Clyde Petersen. Baseado em uma história real, de quando Clyde ainda era uma menina, levada pela mãe que sofre de esquizofrenia, para cruzar o país em uma aventura alucinante. A sessão acontece no Cine São Luiz, na terça-feira, dia 28 de novembro.

Polêmicos e preocupados com mazelas morais, filmes como o iraniano “Teerã Tabu”, dirigido por Ali Soozandeh, e o chinês “Tenha um Bom Dia”, de Liu Jian, chegam ao Animage depois da passagem por prestigiados festivais e proibidos de serem exibidos em seus países de origem, devido a restrições políticas.

Também na programação, o longa sul-coreano inédito no Brasil, “I’ll Just Live in Bando”, de Yongsun Lee, explorando dilemas existenciais da vida madura, e o filme infantil franco-suíço “Minha Vida de Abobrinha”, do diretor Claude Barras, de temática realista e sensível sobre abandono, indicado ao Oscar deste ano.

Mostras e sessões especiais

A Mostra Especial “Angeli, The Killer”, dirigida por César Cabral para o Canal Brasil, traz um recorte com seis episódios inspirados na obra de um dos mais provocadores cartunistas do Brasil, criador da revista “Chiclete com Banana” e de personagens como a boêmia Rê Bordosa e o punk Bob Cuspe. Esquetes dos seus quadrinhos transportadas para a animação stop motion, trazendo seus principais personagens em temáticas urbana, crítica de costumes e humor ácido.

A Mostra Monstra à Solta destaca curtas do Festival de Animação de Lisboa, produzidos em Portugal nas últimas três décadas. A Mostra Erótica, realizada todos os anos pelo festival, aborda nudez e representatividades de gênero, oferecendo acolhimento livre de preconceitos.
A Mostra Especial “Jean-François Laguionie” fará homenagem ao consagrado diretor francês de animação, exibindo uma trilogia com seus longas: “L’île de Black Mór” (2003), “Le Tableau” (2011) e “Louise en Hiver” (2016), este inédito no Brasil. A Mostra Brasil exibe um apanhado de curtas brasileiros, mostrando um panorama atual do que vem sendo produzido no país.

Além dos filmes, o festival conta com um debate com representantes de produtoras pernambucanas e mediação de Marcos Buccini, que acaba de lançar um livro sobre animação no Brasil; e oficinas gratuitas sobre diferentes técnicas de animação, com os temas “Bonecos Artesanais para Stop Motion”, ministrada pela francesa Claire Sichez, “Rotoscopia para Crianças” com Renato Duque e “Animação com Recortes”, ministrada por Chia Beloto e Marilia Cantuária.

SERVIÇO
Animage – VIII Festival Internacional de Animação de Pernambuco
24 de novembro a 3 de dezembro de 2017
Caixa Cultural Recife, Cine São Luiz, Cinema do Museu, Jump – Apolo 235 e Teatro Bianor Mendonça Monteiro (Camaragibe) – Recife, Pernambuco
Entrada: apenas as sessões no Cine São Luiz e Cinema do Museu tem preço único promocional, no valor de meia para todos: R$ 5. O restante é gratuito.
Mais informações aqui.

%d blogueiros gostam disto: