Clique para reproduzir em uma nova janela | Download

Ou assine o feed principal com todos os nossos podcasts:
iTunes | Android | RSS

Na edição #10 do Em Foco, analisamos os filmes que formam a Trilogia das Cores, do cineasta polonês  Krzysztof Kieslowski. São eles: “A Liberdade é Azul” (Trois couleurs: Bleu, 1993), protagonizado por Juliette Binoche, “A Igualdade é Branca” (Trois couleurs: Blanc, 1994), estrelado por Zbigniew Zamachowski e Julie Delpy, e “A Fraternidade é Vermelha” (Trois couleurs: Rouge, 1994), com Irène Jacob e Jean-Louis Trintignant.

Participam deste programa: Renato Silveira, Ana Lúcia AndradeRaquel Gomes, Stephania Amaral. Nossa convidada é Erika Savernini, professora de Cinema da UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora).

Edição e mixagem de áudio: Eduardo Garcia.

No Em Foco, você ouve debates e análises de filmes, sejam eles clássicos, grandes sucessos de bilheteria e de crítica, produções que marcaram época ou que foram redescobertas com o passar dos anos, não importa o país de origem. Além disso, você revisita conosco a filmografia de cineastas que deixaram sua assinatura na história do cinema.

Este podcast é oferecido por MUBI, um serviço de streaming de filmes que exibe preciosidades cinematográficas realizadas no mundo todo, escolhidas a dedo por uma equipe de curadores. Faça um teste por 30 dias grátis: basta acessar este link e se cadastrar.

Textos, imagens e outros materiais relacionados ao debate deste episódio:

— Referência bibliográfica utilizada na discussão:

SAVERNINI, Érika. Índices para um cinema de poesia: Píer Paolo Pasolini, Luis Buñuel e Krzysztof Kieslowski. Belo Horizonte: Ed. UFMG / Coleção Midia@rte, 2004

Livro " Índices para um cinema de poesia: Píer Paolo Pasolini, Luis Buñuel e Krzysztof Kieslowski", de Erika Savernini

— “Imagens Refletidas: o Cinema, o Eu e o Outro na Trilogia das Cores”, por Bruna Nunes da Costa Triana (Revista Habitus – IFCS/UFRJ)

“Entre o maior e o menor: sentidos políticos dos valores da Revolução Francesa na Trilogia das Cores”, por João Fabrício Flores da Cunha e Alexandre Rocha da Silva (Revista Em Questão – UFRGS)

“Onde estão a Liberdade, a Igualdade e a Fraternidade?”, por Luiz Zanin (Estadão)

“A igualdade como acerto de contas: o legado moderno e suas ambiguidades”, por Vera Karam de Chueri (Gazeta do Povo)

“Krzysztof Kieslowski: outra Europa, outros filmes, outros públicos”, por Luís Miguel Oliveira (Público)

Podcast Masmorra Cine sobre a Trilogia das Cores

— Kieslowski comenta a cena do torrão de açúcar no café, de “A Liberdade é Azul” (legendas em inglês):

— David Bordwell analisa o movimento de câmera em “A Fraternidade é Vermelha” (legendas em inglês):

— Trilogia das Cores: um tributo cromático:

— Juliette Binoche fala sobre Kieslowski (legendas em inglês):

— Julie Delpy fala sobre Kieslowski (legendas em inglês):

— Irène Jacob fala sobre Kieslowski (legendas em inglês):


Apoio:

%d blogueiros gostam disto: