Search results: "label/ranking" (page 1 of 3)

Ranking dos filmes dos anos 2000

Este mês, a Liga dos Blogues Cinematográficos lançou o desafio de montar um ranking com os melhores filmes dos anos 2000 – isto é, contando os longas lançados de 2000 até 2007. Rankings de décadas são habituais no grupo, mas achei este um dos mais difíceis de serem montados. A explicação é até meio óbvia: com certeza eu vi muito mais filmes desses oito anos do que, por exemplo, dos anos 80 ou 70 ou 60. E isso por força da profissão e também por oportunidade mesmo, já que a ascensão do DVD contribuiu consideravelmente.

Quanto à lista: tanto os meus filmes prediletos (escolhidos por critérios assumidamente subjetivos) quanto os do ranking final da Liga mostram uma predominância de filmes e diretores norte-americanos (ou de outras nacionalidades que tiveram que recorrer a Hollywood para ganhar visibilidade). Os asiáticos vêm em seguida, depois os brasileiros e, por último, representantes espalhados do cinema europeu. Reflexo da agenda da distribuição no país? Talvez – se você olhar a lista do IMDb, verá que essa hierarquia também se repete.

Depois dos meus 20 mais, listo também outros 30 títulos que considero importantes ou marcantes para os anos 2000. Não consegui ordená-los, admito. Aliás, já refiz a lista inteira umas dez vezes e nunca fico satisfeito com ela.

Eu gostaria que vocês também contribuíssem e listassem os seus preferidos (não precisa ser 20) ou sugerissem outros filmes pouco lembrados. Vamos lá?

1º. Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (2004), de Michel Gondry
2º. Na Natureza Selvagem (2007), Sean Penn
3º. Quase Famosos (2000), Cameron Crowe
4º. O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001), Peter Jackson
5º. Kill Bill: Volume 1 (2003), Quentin Tarantino
6º. Cidade dos Sonhos (2001), David Lynch
7º. Cidade de Deus (2002), Fernando Meirelles
8º. Ratatouille (2007), Brad Bird
9º. Cão Sem Dono (2007), Beto Brant e Renato Ciasca
10º. A Criança (2005), Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne
11º. Sangue Negro (2007), de Paul Thomas Anderson
12º. Ônibus 174 (2002), José Padilha
13º. Oldboy (2003), Park Chan-wook
14º. O Novo Mundo (2005), Terrence Malick
15º. Os Infiltrados (2006), Martin Scorsese
16º. Fahrenheit 11 de Setembro (2004), Michael Moore
17º. Sobre Meninos e Lobos (2003), Clint Eastwood
18º. Munique (2005), Steven Spielberg
19º. O Segredo de Brokeback Mountain (2005), Ang Lee
20º. Edifício Master (2002), Eduardo Coutinho

Outros trinta filmes marcantes da década (por ordem alfabética):

Amnésia (2000), Christopher Nolan
Batman Begins (2005), Christopher Nolan
Caché (2005), Michael Haneke
Cinema, Aspirinas e Urubus (2005), Marcelo Gomes
Corpo Fechado (2000), M. Night Shyamalan
Diários de Motocicleta (2004), Walter Salles
Dogville (2003), Lars von Trier
Donnie Darko (2004), Richard Kelly
Encontros e Desencontros (2003), Sofia Coppola
Os Excêntricos Tenenbaums (2001), Wes Anderson
Filhos da Esperança (2006), Alfonso Cuarón
O Homem que Copiava (2003), Jorge Furtado
Jogo de Cena (2007), Eduardo Coutinho
O Labirinto do Fauno (2006), Guillermo del Toro
Lavoura Arcaica (2001), Luiz Fernando Carvalho
Marcas da Violência, David Cronenberg
Menina de Ouro (2004), Clint Eastwood
Moulin Rouge – Amor em Vermelho (2001), Baz Luhrman
Não Estou Lá (2007), Todd Haynes
Onde os Fracos Não Têm Vez (2007), Joel Coen e Ethan Coen
O Pianista (2002), Roman Polanski
Ponto Final – Match Point (2005), de Woody Allen
O Retorno (2003), Andrei Zvyagintsev
O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (2003), Peter Jackson
Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith (2005), George Lucas
Terra de Sonhos (2003), Jim Sheridan
O Tigre e o Dragão (2000), Ang Lee
Tropa de Elite (2007), José Padilha
Vôo 93 (2006), Paul Greengrass
X-Men 2 (2003), Bryan Singer
Zodíaco (2007), David Fincher

Ranking dos filmes do ano (até agora)

202 dias. 181 filmes lançados. 100 deles assistidos. Desde o ranking do primeiro trimestre, tivemos várias estréias de produções genuinamente de 2008 – isto é, que entraram em cartaz neste ano, inclusive no país de origem – e algumas delas conseguiram entrar entre os meus 20 melhores. A boa notícia é que três produções nacionais estão entre essas colocações (e, por muito pouco, não são quatro). Mesmo assim, a predominância ainda é de longas originais de 2007, incluindo o podium dos três primeiros colocados. Já se considerarmos somente os lançamentos “puros” do ano, teremos:

1. “Batman – O Cavaleiro das Trevas”, de Christopher Nolan
2. “WALL•E”, de Andrew Stanton
3. “Nome Próprio”, de Murilo Salles
4. “Speed Racer”, de Andy e Larry Wachowski
5. “Serras da Desordem”, de Andrea Tonacci

Eclético, eu?

É verdade que ainda não pude ver muitos filmes importantes, e coloco aqui a minha lista de lamentações, que pretendo reduzir gradativamente até o próximo ranking parcial, daqui a outros três meses:

“A Espiã”, de Paul Verhoeven; “A Morte de George W. Bush”, de Gabriel Range; “Cinturão Vermelho”, de David Mamet; “Cleópatra”, de Julio Bressane; “Corpo”, de Rossana Foglia e Rubens Rewald; “Estamos Bem Mesmo Sem Você”, de Kim Rossi Stuart; “Fôlego”, de Kim Ki-Duk; “Luz Silenciosa”, de Carlos Reygadas; “O Sinal”, de Ricardo Darín e Martin Hodara; “O Sol”, de Alexandr Sokurov; “O Tempo e o Lugar”, de Eduardo Escorel; “Otávio e as Letras”, de Marcelo Masagão, entre outros.

Desta vez, resolvi fazer diferente e vou divulgar a lista completa dos 100 filmes lançados no Brasil este ano até o momento (99 + 1, na verdade, já que “Era Uma Vez…” só estréia oficialmente na próxima sexta-feira), ordenados por preferência. Sempre levanto a questão do que deve ser levado em conta na construção desses rankings e cheguei à conclusão de que o fator principal deve ser “aqueles filmes que eu mais gostei de ver”, independente da relevância de qualquer outro aspecto: político, autoral, técnico, enfim… Não sei quanto a vocês, mas nessas ocasiões sempre me bate um pouco de culpa por colocar, sei lá… o “Speed Racer” na frente do Cronenberg. Mas o que fazer? Acho que nessas listas vale mais o “diga-me o que assistes, que te direi quem és”. Então, por que nos culparmos por isso, não é mesmo?

1. “Na Natureza Selvagem”, de Sean Penn (10)
2. “Sangue Negro”, de Paul Thomas Anderson (10)
3. “Onde os Fracos Não Têm Vez”, de Ethan & Joel Coen (10)
4. “Batman – O Cavaleiro das Trevas”, de Christopher Nolan (10)
5. “WALL•E”, de Andrew Stanton (10)
6. “O Escafandro e a Borboleta”, de Julian Schnabel (10)
7. “Não Estou Lá”, de Todd Haynes (9)
8. “Nome Próprio”, de Murilo Salles (9)
9. “O Orfanato”, de Juan Antonio Bayona (9)
10. “Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto”, de Sidney Lumet (9)
11. “Speed Racer”, de Andy e Larry Wachowski (8)
12. “Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet”, de Tim Burton (8)
13. “Control”, de Anton Corbijn (8)
14. “Serras da Desordem”, de Andrea Tonacci (8)
15. “Apenas Uma Vez”, de John Carney (8)
16. “Persépolis”, de Vincent Paronnaud, Marjane Satrapi (8)
17. “Chega de Saudade”, de Laís Bodanzky (8)
18. “Senhores do Crime”, de David Cronenberg (8)
19. “O Sonho de Cassandra”, de Woody Allen (8)
20. “O Incrível Hulk”, de Louis Leterrier (8)
21. “Homem de Ferro”, de Jon Favreau (8)
22. “Falsa Loura”, de Carlos Reichenbach (8)
23. “Longe Dela”, de Sarah Polley (8)
24. “A Família Savage”, de Tamara Jenkins (8)
25. “4 Meses, 3 Semanas, 2 Dias”, de Christian Mungiu (8)
26. “Juno”, de Jason Reitman (8)
27. “The Rolling Stones – Shine a Light”, de Martin Scorsese (8)
28. “Jogos do Poder”, de Mike Nichols (8)
29. “Paranoid Park”, de Gus Van Sant (8)
30. “O Gângster”, de Ridley Scott (8)
31. “Eu Sou a Lenda”, de Francis Lawrence (8)
32. “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal”, de Steven Spielberg (7)
33. “Cloverfield – Monstro”, de Matt Reeves (7)
34. “Sicko – S.O.S. Saúde”, de Michael Moore (7)
35. “A Banda”, de Eran Kolirin (7)
36. “Os Indomáveis”, de James Mangold (7)
37. “Efeito Dominó”, de Roger Donaldson (7)
38. “Horton e o Mundo dos Quem”, de Jimmy Hayward, Steve Martino (7)
39. “Um Sonho Dentro de um Sonho”, de Anthony Hopkins (7)
40. “Estômago”, de Marcos Jorge (7)
41. “Desejo e Reparação”, de Joe Wright (7)
42. “Amar… Não Tem Preço”, de Pierre Salvadori (7)
43. “5 Frações de uma Quase História”, de Armando Mendz, Cris Azzi, Cristiano Abud, Guilherme Fiúza, Lucas Gontijo e Thales Bahia (7)
44. “O Caçador de Pipas”, de Marc Forster (7)
45. “Fim dos Tempos”, de M. Night Shyamalan (6)
46. “2 Dias em Paris”, de Julie Delpy (6)
47. “A Era da Inocência”, de Denys Arcand (6)
48. “Era Uma Vez…”, de Breno Silveira (6)
49. “Agente 86”, de Peter Segal (6)
50. “A Outra”, de Justin Chadwick (6)
51. “Sex and the City”, de Michael Patrick King (6)
52. “Um Beijo Roubado”, de Wong Kar Wai (6)
53. “Três Vezes Amor”, de Adam Brooks (6)
54. “Kung Fu Panda”, de Mark Osborne e John Stevenson
55. “Antes de Partir”, de Rob Reiner (6)
56. “Ensinando a Viver”, de Menno Meyjes (6)
57. “Meu Nome é Taylor, Drillbit Taylor”, de Steven Brill (6)
58. “As Crônicas de Spiderwick”, de Mark Waters (6)
59. “Jumper”, de Doug Liman (6)
60. “Angel”, de François Ozon (6)
61. “Garoto Cósmico”, de Alê Abreu (6)
62. “Romulus, Meu Pai”, de Richard Roxburgh (6)
63. “O Banheiro do Papa”, de César Charlone e Enrique Fernández (6)
64. “Coisas que Perdemos Pelo Caminho”, de Susanne Bier (6)
65. “Rambo IV”, de Sylvester Stallone (6)
66. “Quebrando a Banca”, de Robert Luketic (6)
67. “Pequenas Histórias”, de Helvécio Ratton (5)
68. “Atos que Desafiam a Morte”, de Gillian Armstrong (5)
69. “Meu Monstro de Estimação”, de Jay Russell (5)
70. “O Suspeito”, de Gavin Hood (5)
71. “Zona do Crime”, de Rodrigo Plá (5)
72. “Pecados Inocentes”, de Tom Kalin (5)
73. “Ponto de Vista”, de Pete Travis (5)
74. “Um Amor Para Toda a Vida”, de Richard Attenborough (5)
75. “Os Reis da Rua”, de David Ayer (5)
76. “Maratona do Amor”, de David Schwimmer (4)
77. “Meu Nome Não é Johnny”, de Mauro Lima (4)
78. “Um Plano Brilhante”, de Michael Radford (4)
79. “Jogo de Amor em Las Vegas”, de Tom Vaughan (4)
80. “Maldita Sorte”, de Mark Helfrich (4)
81. “Bella”, de Alejandro Gomez Monteverde (4)
82. “Encurralados”, de Mike Barker” (4)
83. “Super-Herói: O Filme”, de Craig Mazin (4)
84. “Traídos Pelo Destino”, de Terry George (4)
85. “P.S. Eu Te Amo”, de Richard Lagravanese (4)
86. “Aliens vs. Predador 2”, de Colin e Greg Strause (4)
87. “Uma Chamada Perdida”, de Eric Valette (4)
88. “Maré, Nossa História de Amor”, de Lúcia Murat (3)
89. “Treinando o Papai”, de Andy Fickman (3)
90. “O Melhor Amigo da Noiva”, de Paul Weinland (3)
91. “Polaróides Urbanas”, de Miguel Falabella (3)
92. “Vestida Para Casar”, de Anne Fletcher (3)
93. “Film Noir”, de D. Jud Jones, Risto Topaloski (3)
94. “Os Seis Signos da Luz”, de David L. Cunningham (3)
95. “Alvin e os Esquilos”, de Tim Hill (2)
96. “O Olho do Mal”, de David Moreau e Xavier Palud (2)
97. “Awake – A Vida Por um Fio”, de Joby Harold (2)
98. “Imagens do Além”, de Masayuki Ochiai (2)
99. “10.000 A.C.”, de Roland Emmerich (2)
100. “Um Amor de Tesouro”, de Andy Tennant (1)

Ranking dos filmes de agosto

Este ano, se não me engano, agosto foi o mês em que mais vi filmes. Dos mais de 30 lançamentos nos cinemas, consegui assistir a 24. Não foi uma maratona muito proveitosa, já que menos da metade valeu realmente a pena e quatro bombas foram encontradas pelo caminho. Mas, no geral, a média foi boa.

A seguir, a lista ordenada por filmes preferidos e minhas notas para o ranking mensal da Liga dos Blogues Cinematográficos.

Obs.: “A Pedra do Reino” entrou na relação porque, apesar de ser uma minissérie, foi exibida nos cinemas como se fosse um filme de quatro horas.

.veja no cinema e compre o DVD
“O Ultimato Bourne”, de Paul Greengrass (10)
“Possuídos”, de William Friedkin (8)

.vale o ingresso
“As Leis da Família”, de Daniel Burman (8)
“Cidade dos Homens”, de Paulo Morelli (7)
“Os Simpsons – O Filme”, de David Silverman (7)
“Duro de Matar 4.0”, de Len Wiseman (7)
“O Grande Chefe”, de Lars von Trier (6)
“Sem Reservas”, de Scott Hicks (6)
“Encontros ao Acaso”, de Joey Lauren Adams (6)
“Brasileirinho”, de Mika Kaurismäki (6)

.veja sem pressa
“Paranóia”, de D.J. Caruso (6)
“Bubble”, de Eytan Fox (6)
“A Ponte”, de Eric Steel (6)
“Escorregando Para a Glória”, de Josh Gordon e Will Speck (6)
“A Pedra do Reino”, de Luiz Fernando Carvalho (5)
“Garotas, Gritos e Música”, de Chus Gutiérrez (5)
“Person”, de Marina Person (5)
“Mimzy – A Chave do Universo”, de Robert Shaye (5)

.não se culpe por não ver
“Espíritos 2”, de Banjong Pisanthanakun e Parkpoom Wongpoom (4)
“Inimigos do Império”, de Xiaogang Feng (4)

.pura perda de tempo
“A Volta do Todo Poderoso”, de Tom Shadyac (3)
“O Primo Basílio”, de Daniel Filho (2)
“A Morte Pede Carona”, de Dave Meyers (2)
“Licença Para Casar”, de Ken Kwapis (1)

.filmes não vistos
“O Edíficio Yacoubian”, de Marwan Hamed
“Mestre Bimba – A Capoeira Iluminada”, de Luiz Fernando Goulart
“O Pequeno Italiano”, de Andrei Kravchuk
“Santiago”, de João Moreira Salles
“Três Irmãos de Sangue”, de Ângela Patrícia Reiniger
“O Último Bandoneón”, de Alejandro Saderman

Ranking dos filmes de julho

Graças à média de praticamente um blockbuster por semana, tivemos poucos lançamentos no mês passado: apenas 20 filmes entraram em cartaz no Brasil. Consegui assistir a 15, e três dos que ficaram para depois são filmes brasileiros menores que chegaram a pouquíssimas salas, infelizmente.

Como vocês já deviam estar esperando, “Ratatouille” encabeçou minha lista de preferidos. Vi o filme duas vezes e ficou ainda melhor na segunda. É o meu favorito do ano até agora. Segue abaixo a lista, junto com meus votos para o ranking mensal da Liga dos Blogues Cinematográficos.

.veja no cinema e compre o DVD
“Ratatouille”, de Brad Bird (10)
“Saneamento Básico – O Filme”, de Jorge Furtado (8)
“Algo como a Felicidade”, de Bohan Sláma (8)
“Fabricando Tom Zé”, de Décio Matos Jr. (8)

.vale o ingresso
“Medos Privados em Lugares Públicos”, de Alain Resnais (7)
“Quebra de Confiança”, de Billy Ray (7)
“Bobby”, de Emilio Estevez (7)
“Transformers”, de Michael Bay (6)
“Harry Potter e a Ordem da Fênix”, de David Yates (6)
“Paris, Te Amo”, vários diretores (6)

.veja sem pressa
“Em Busca da Vida”, de Jia Zhang-ke (6)
“Ela é a Poderosa”, de Garry Marshall (5)
“O Ex-Namorado da Minha Mulher”, de Jesse Peretz (5)
“Baila Comigo”, de Randall Miller (5)

.pura perda de tempo
“Luzes do Além”, de Patrick Lussier (3)

.filmes não vistos
“Carreiras”, de Domingos Oliveira
“Conceição – Autor Bom é Autor Morto”, de André Sampaio, Cynthia Sims, Daniel Caetano, Guilherme Sarmiento e Samantha Ribeiro
“Quatro Estrelas”, de Christian Vicent
“As Tentações do Irmão Sebastião”, de José Araújo
“Somos Todos Um”, de Ward M. Powers

Ranking dos filmes de maio

Dos 31 filmes lançados no mês passado (sim, 31 estréias), consegui assistir a 17. Dois se destacaram com a maior nota: “O Hospedeiro” e “Ódiquê?”, ambos comentados e louvados alguns posts abaixo. Foi um mês com muitas notas 7 e, felizmente, nenhuma abaixo de 4. Ou seja, a média foi muito boa. Deixo vocês com a minha lista, ordenada por preferência, cujas notas serão computadas no ranking mensal da Liga dos Blogues Cinematográficos.

.vale o ingresso
“O Hospedeiro”, de Bong Joon-Ho (8)
“Ódiquê?”, de Felipe Joffily (8)
“Invasão de Domicílio”, de Anthony Minghella (7)
“Princesas”, de Fernando León de Aranoa (7)
“Um Crime de Mestre”, de Gregory Hoblit (7)
“Lady Vingança”, de Park Chan-Wook (7)
“Olhe Para os Dois Lados”, de Sarah Watt (7)
“Piratas do Caribe: No Fim do Mundo”, de Gore Verbinski (7)
“Homem Aranha 3”, de Sam Raimi (7)
“Um Lugar na Platéia”, de Danièle Thompson (7)

.veja sem pressa
“Marcas da Vida”, de Andrea Arnold (6)
“Nome de Família”, de Mira Nair (6)
“O Tigre e a Neve”, de Roberto Benigni (5)
“Alpha Dog”, de Nick Cassavetes (5)
“O Amor Pode Dar Certo”, de Ed Stone (5)

.não se culpe por não ver
“Escola de Idiotas”, de Todd Phillips (4)
“Conversando com Deus”, de Stephen Simon (4)

.filmes não vistos
“Além do Desejo”, de Pernille Fischer Christensen
“Baixio das Bestas”, de Cláudio Assis
“Em Trânsito”, de Henri Arraes Gervaiseau
“Esses Moços”, de José Araripe Jr.
“Eu Me Chamo Elizabeth”, de Jean-Pierre Améris
“Faixa de Areia”, de Daniela Kallman, Flávia Lins e Silva
“O Guardião”, de Rodrigo Moreno
“Hércules 56”, de Sílvio Dá-Rin
“Uma Jornada de Esperança”, de David Hickson
“Lost Zweig”, de Sylvio Back
“O Profeta das Águas”, de Leopoldo Nunes
“O Quinze”, de Jurandir Oliveira
“Vício de Beleza”, de Lin Cheng-Sheng
“Yippee ­ Alegria de Viver”, de Paul Mazursky

Ranking dos filmes de setembro

Com atraso, mas antes tarde do que nunca, aqui vão as minhas notas para os filmes lançados no Brasil em setembro. Na verdade, só acabei de ver os últimos no fim de semana passado, dada a correria que passei (e ainda estou passando) aqui por conta das reformas no Cinema em Cena. Acabou que escrevi poucos textos, mas espero normalizar a freqüência de atualizações em pouco tempo.

Sobre os filmes de setembro, a média foi bem baixa, sem notas superiores a 7. A cotação que mais se repetiu foi 4, o que é sempre um mau sinal. O filme do mês acabou sendo “Fido – O Mascote”, que é ótimo, sim, mas não é nenhuma grande obra (sequer figura entre os meus 20 mais do ano, embora mereça menção honrosa).

Como sempre, a lista vem ordenada por preferência pessoal e as notas serão computadas no ranking mensal da Liga dos Blogues Cinematográficos.

.vale o ingresso
“Fido – O Mascote”, de Andrew Currie (7)
“Ligeiramente Grávidos”, de Judd Apatow (7)
“Querô”, de Carlos Cortez (7)
“O Vigarista do Ano”, de Lasse Hallström (7)

.veja sem pressa
“Nunca é Tarde Para Amar”, de Amy Heckerling (6)
“Hairspray – Em Busca da Fama”, de Adam Shankman (6)
“Kirikou 2 – Os Animais Selvagens”, de Bénédicte Galup e Michel Ocelot (6)“Anjos Exterminadores”, de Jean-Claude Brisseau (5)

.não se culpe por não ver
“Marock”, de Laila Marrakchi (5)
“A Hora do Rush 3”, de Brett Ratner (5)
“A Massai Branca”, de Hermine Huntgeburth (4)
“Vira-Lata”, de Frederik Du Chau (4)
“Nação Fast Food”, de Richard Linklater (4)
“A Última Legião”, de Doug Lefler (4)
“Rogue, o Assassino”, de Philip G. Atwell (4)
“Os Mensageiros”, de Oxide Pang Chun e Danny Pang (4)
“Deite Comigo”, de Clément Vigo (4)
“Instinto Secreto”, de Bruce A. Evans (3)
“O Vidente”, de Lee Tamahori (3)

.pura perda de tempo
“Eu os Declaro Marido e… Larry!”, de Dennis Dugan (1)“O Homem que Desafiou o Diabo”, de Moacyr Góes (1)

.filmes não vistos
“Aboio”, de Marília Rocha
“Ângela”, de Roberta Torre
“Bem-Vindo a São Paulo”, de vários
“Exuberante Deserto”, de Dror Shaul
“Maria Bethânia – Pedrinha de Aruanda”, de Andrucha Waddington
“No Calor do Verão”, de Christophe Ali e Nicolas Bonilauri

Ranking dos filmes de abril

Entreguei ontem meus votos para o ranking mensal da Liga dos Blogues Cinematográficos. Abaixo está a lista dos filmes lançados em abril aos quais pude assistir, seguidos de suas respectivas notas. Estão ordenados por preferência. O campeão isolado foi “Ventos da Liberdade”, de Ken Loach. E se você leu o texto publicado três posts abaixo, eu nem preciso dizer qual filme ficou por último.

1. Ventos da Liberdade (8)
2. A Última Cartada (7)
3. Batismo de Sangue (7)
4. Um Beijo a Mais (7)
5. A Família do Futuro (7)
6. Maria (7)
7. Sunshine ­- Alerta Solar (6)
8. As Tartarugas Ninjas – O Retorno (6)
9. Motoqueiros Selvagens (6)
10. Miss Potter (6)
11. O Mundo em Duas Voltas (5)
12. Proibido Proibir (5)
13. Caixa Dois (4)
14. A Colheita do Mal (4)
15. As Férias de Mr. Bean (4)
16. Hannibal – A Origem do Mal (4)
17. Primitivo (2)
18. A Estranha Perfeita (2)
19. Minha Mãe Quer que Eu Case (1)

36ª Mostra de SP: ranking de filmes

“Tabu”, de Miguel Gomes.

 

Primeira Mostra de São Paulo que eu acompanho na íntegra, a 36ª edição proporcionou duas boas semanas de descobertas, praticamente renovando todo o meu top 10 de melhores filmes de 2012 (que ainda será atualizado aqui no blog). No entanto, melhores ainda foram as redescobertas, com sessões inesquecíveis de “Tubarão”, “Lawrence da Arábia”, “Era uma Vez no Oeste” e “Solaris”. Ver clássicos como esses numa tela de cinema (especialmente numa tela grandiosa como a do CineSesc) coloca as coisas em outra perspectiva, inclusive no sentido de avaliação dos novos filmes a que assistimos costumeiramente em tela grande.

 

Desconsiderando os clássicos, eis, então, o meu ranking de filmes vistos na Mostra, incluindo os que participaram da competição Novos Diretores, cujo vencedor eu ajudei a escolher por participar do júri da ABRACCINE (confira o resultado).

 

Imperdíveis

 

 

Ótimas pedidas

 

 

Bacanas

 

 

Mezzo

 

 

O pior da 36ª Mostra

 

 

Aqueles que ficaram marcados na programação, mas não consegui ver (somente filmes novos)

 

 

Peço que vocês deixem sugestões de bons filmes vistos na 36ª Mostra e que não estejam na lista acima. Agradeço antecipadamente!

RANKING: filmes vistos em 2014 – primeiro semestre

olobodewallstreet01

Margot Robbie e Leonardo DiCaprio em “O Lobo de Wall Street”, de Martin Scorsese.

Se você tem tempo disponível para ir ao cinema e assistir a todos os lançamentos, certamente a sua lista de melhores filmes do ano é mais completa e confiável do que a minha. Infelizmente, eu não tenho tal disponibilidade e preciso peneirar bastante a programação das salas. O desejo de ver tudo só não é maior do que a vontade de escrever sobre todos que eu consigo ver — e ambos residem juntos no idealismo deste cinéfilo.

A seguir, no meu balanço de meio de ano, estão  filmes do Oscar, os principais blockbusters, destaques nacionais e, claro, algumas escolhas pessoais. Para ser justo, estou listando também as prioridades para a repescagem no segundo semestre. Ou seja: são filmes que eu perdi porque ficaram pouco tempo em cartaz ou simplesmente porque não estrearam em Belo Horizonte, mas que eu quero muito ver. Será que algum deles desbanca os atuais favoritos? É provável, sem contar com os vários lançamentos que ainda estão por vir e que podem modificar radicalmente o ranking até o final do ano.

Para as listas a seguir, foram considerados apenas lançamentos comerciais, nos cinemas brasileiros, ocorridos entre janeiro e junho.

Aguardo a sua lista nos comentários, OK? Sinta-se a vontade para deixar recomendações também.

MELHORES FILMES

Ela [Her, EUA, 2013], de Spike Jonze (Sony)
Cortinas fechadas [Pardé, Irã, 2013], de Jafar Panahi e Kambuzia Partovi (Esfera/Vitrine)
Inside Llewyn Davis: Balada de um homem comum [Inside Llewyn Davis, EUA/França, 2013], de Joel e Ethan Cohen (Paris)
Sob a pele [Under The Skin, Reino Unido, 2013], de Jonathan Glazer (Paris)
O menino e o mundo [Brasil, 2013], de Alê Abreu (Espaço Filmes)
O lobo de Wall Street [The Wolf of Wall Street, EUA, 2013], de Martin Scorsese (Paris)
Quando eu era vivo [Brasil, 2013], de Marco Dutra (Vitrine)
Riocorrente [Brasil, 2014], de Paulo Sacramento (California)
No limite do amanhã [Edge of Tomorrow, EUA, 2014], de Doug Liman (Warner)
10º X-Men – Dias de um futuro esquecido [X-Men – Days of Future Past, EUA, 2014], de Bryan Singer (Fox)

TAMBÉM GOSTEI MUITO (sem ordem específica):

Uma aventura Lego [The Lego Movie, EUA, 2014], de Phil Lord e Christopher Miller (Warner)
O homem duplicado [Enemy, Canadá/Espanha, 2013], de Denis Villeneuve (Imagem)
O lobo atrás da porta [Brasil, 2013], de Fernando Coimbra (Imagem)
Mar negro [Brasil, 2013], de Rodrigo Aragão (Petrini Filmes)
Alabama Monroe [The Broken Circle Breakdown, Bélgica, 2012], de Felix Van Groeningen (Imovision)
Nebraska [EUA, 2013], de Alexander Payne (Sony)
Avanti popolo [Brasil, 2013], de Michael Wahrmann (Vitrine)
Frozen – Uma aventura congelante [Frozen, EUA, 2013], de Chris Buck e Jennifer Lee (Disney)
12 anos de escravidão [12 Years a Slave, EUA/Reino Unido, 2013], de Steve McQueen (Disney)
Lunchbox [India/França/Alemanha, 2013], de Ritesh Batra (Imovision)
Um episódio na vida de um catador de ferro-velho [Epizoda u Zivotu Beraca Zeljeza, Bósnia-Herzegovina/França/Eslovênia/Itália, 2013], de Danis Tanovic (Zeta Filmes)
Hoje eu quero voltar sozinho [Brasil, 2014], de Daniel Ribeiro (Vitrine)
Até o fim [All Is Lost, EUA, 2013], de J.C. Chandor (Paris)
Capitão América – O soldado invernal [Captain America – The Winter Soldier, EUA, 2014], de Anthony Russo e Joe Russo (Disney)
Alemão [Brasil, 2013], de José Eduardo Belmonte (Downtown/Paris)
Godzilla [EUA, 2014], de Gareth Edwards (Warner)

PIORES FILMES

47 Ronins [47 Ronin, EUA, 2012], de Carl Rinsch (Universal)
Operação sombra: Jack Ryan [Jack Ryan, EUA, 2013], de Kenneth Branagh (Paramount)
Frankenstein – Entre anjos e demônios [I, Frankenstein, EUA, 2013], de Stuart Beattie (PlayArte)
O grande herói [Lone Survivor, EUA, 2014], de Peter Berg (Paris)
Oldboy – Dias de vingança [Oldboy, EUA, 2013], de Spike Lee (Paris)
O herdeiro do Diabo [Devil’s Due, EUA, 2014], de Matt Bettinelli-Olpin e Tyler Gillet (Fox)
Need for Speed [EUA, 2014], de Scott Waugh (Disney)
300 – A ascensão do Império [300 – Rise of an Empire, EUA, 2013], de Noam Murro (Warner)

PRIORIDADES PARA A RESPECAGEM

Eles voltam [Brasil, 2014], de Marcelo Lordello (Vitrine)
Os dias com ele [Brasil, 2012], de Maria Clara Escobar (Vitrine)
Olho nu [Brasil, 2014], de Joel Pizzini (Vitrine)
Vidas ao vento [Kaze Tachinu, Japão, 2013], de Hayao Miyazaki (California Filmes)
O grande mestre [Yi daí zong shi, China/Hong-Kong 2013], de Wong Kar-wai (California)
O congresso futurista [Le congrès, França/Israel/Alemanha/Polônia/Luxemburgo/Bélgica, 2013], de Ari Folman (Imovision)
Cães errantes [Stray Dogs, Taiwan/França, 2013], de Tsai Ming-Liang (Filmes da Mostra)
Pais e filhos [Like Father, Like Son, Japão, 2013], de Kore-eda Hirokazu (Imovision)
Uma família em Tóquio [Tokyo kazoku, Japão, 2013], de Yôji Yamada (Esfera/Vitrine)
A imagem que falta [L’image manquante, Camboja, 2013], de Rithy Panh (H2O Films)
Heli [México/França/Alemanha/Holanda, 2013] de Amat Escalante (Zeta Filmes)
Instinto materno [Pozitia Copilului, Romênia, 2013], de Calin Peter Netzer (Imovision)
Pelo malo [Venezuela/Peru/Argentina/Alemanha, 2013], de Mariana Rondón (Esfera/Vitrine)
7 Caixas [7 Cajas, Paraguai, 2012], de Juan Carlos Maneglia (Tucumán)
Eu, mamãe e os meninos [Les garçons et Guillaume, à table!, França/Bélgica, 2013], de Guillaume Gallienne (Europa/Mares Filmes)
Oslo, 31 de agosto [Oslo, 31. August , Noruega, 2011], de Joachim Trier (Lume Filmes) ■

Ranking dos filmes de junho

Sem mais delongas, até porque está meio óbvio qual é o filme do mês, vamos aos lançamentos de junho, com as notas enviadas para o ranking mensal da Liga dos Blogues Cinematográficos. (Minha performance foi vergonhosa, diga-se de passagem… 11 contra 16!)

.veja no cinema e compre o DVD
“WALL•E” , de Andrew Stanton (10)
“Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto”, de Sidney Lumet (9)
“O Incrível Hulk”, de Louis Leterrier (8)

.vale o ingresso
“Amar… Não Têm Preço”, de Pierre Salvadori (7)
“A Banda”, de Eran Kolirin (7)
“Agente 86”, de Peter Segal (6)
“A Outra”, de Justin Chadwick (6)

.veja sem pressa
“Fim dos Tempos”, de M. Night Shyamalan (6)
“Romulus, Meu Pai”, de Richard Roxburgh (6)
“Sex and the City – O Filme”, de Michael Patrick King (6)

.não se culpe por não ver
“Jogos de Amor em Las Vegas”, de Tom Vaughan (4)

.não vistos
“1958: O Ano que o Mundo Descobriu o Brasil”, de José Carlos Asberg
“A Força da Amizade”, de Christopher N. Rowley
“A Questão Humana”, de Nicolas Klotz
“A Última Amante”, de Catherine Breillat
“Armênia”, de Robert Guédiguian
“Casamento em Dose Dupla”, de Vince Di Meglio
“Cinturão Vermelho”, de David Mamet
“Dot.com”, de Luis Galvão Telles
“Joy Division”, de Grant Gee
“Lady Jane”, de Robert Guédiguia
“Lírios D’água”, de Céline Sciamma
“O Guerreio Didi e a Ninja Lili”, de Marcus Figueiredo
“Onde Andará Dulce Veiga?”, de Guilherme de Almeida Prado
“Personal Che”, de Douglas Duarte e Adriana Mariño
“Um Homem Perdido”, de Danielle Arbid
“Valsa Para Bruno Stein”, de Paulo Nascimento

« Older posts

© 2015 cinematório

Theme by Anders NorenUp ↑