"A Vida Invisível" (2019) - Foto: Bruno Machado/RT Features
"A Vida Invisível" (2019) - Foto: Bruno Machado/RT Features

“A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, de Karim Aïnouz, abre o 29º Cine Ceará

“A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, mais recente trabalho do cineasta Karim Aïnouz (“O Ceú de Suely”), foi escolhido como filme de abertura do 29º Cine Ceará, que acontece de 30 de agosto a 6 de setembro, em Fortaleza. Vencedor da mostra Un Certain Regard, em Cannes, o longa estreia comercialmente em 31 de outubro. A distribuição será da Sony Pictures.

“É uma felicidade imensa realizar a primeira exibição nacional na minha cidade natal, e no Nordeste, uma região catalisadora do cinema e da cultura brasileira, e estou ansioso para ver e ouvir as reações do público cearense”, disse o diretor. “A trajetória internacional deste longa tem me emocionado muito também, com ótima receptividade dos espectadores em diversos países, que estão abraçando o filme de uma forma muito especial. A participação em alguns dos mais importantes festivais do mundo e a conquista do prêmio inédito em Cannes comprovam a sua força e universalidade.”

“A Vida Invisível de Eurídice Gusmão” foi a primeira produção brasileira a receber o prêmio máximo da mostra Un Certain Regard, em maio passado. O longa foi contemplado recentemente com o também inédito CineCoPro Award no Filmfest München, na Alemanha.

Situado no Rio de Janeiro de 1950, o filme conta a história das irmãs inseparáveis Guida, que sonha em casar e ter uma família, e Eurídice, a mais nova, uma pianista prodígio. Um dia, as duas são separadas e passam suas vidas tentando se reencontrar, como se somente juntas fossem capazes de seguir em frente. Elas são interpretadas por Julia Stockler e Carol Duarte. O elenco conta ainda com Fernanda Montenegro, Gregorio Duvivier, Maria Manoella, Bárbara Santos, Flavia Gusmão, Flavio Bauraqui, entre outros.

Livre adaptação do romance homônimo de Martha Batalha, o longa, segundo o produtor Rodrigo Teixeira, “aborda um assunto urgente, sobre como o patriarcado pode ser tóxico na sociedade”.

Confira uma cena e o trailer:

Com informações da assessoria de imprensa do Cine Ceará.

%d blogueiros gostam disto: