Cena do filme "Pattaki" (2020) - Divulgação
Cena do filme "Pattaki" (2020) - Divulgação

Narrativas e ancestralidades em foco na 3ª Mostra Itinerante de Cinemas Negros

Até 9 de outubro, a 3ª edição da Mostra Itinerante de Cinemas Negros – Mahomed Bamba pode ser vista gratuitamente na plataforma Videocamp. A mostra tem o intuito de disseminar a cultura negra, proporcionar novas narrativas e modos de fazer cinema com foco na autonomia do povo preto.

Com 15 filmes, a programação tem como tema “Árvores Ancestrais – Tempo e Cura”. Entre os destaques estão “1798: Revolta dos Búzios”, que fala sobre o levante dos negros baianos que marcou a luta pela independência e pelo fim da escravidão; “Santos Imigrantes”, curta independente que lida com as religiões de matriz africana no Brasil a partir da presença marcante do orixá Exu; “Merê”, que retrata as mulheres da tradição Jeje Mahi na Bahia em uma jornada em Benin, na África; e “Pattaki”, que retrata peixes agonizando à beira-mar à medida que a água invade a cidade e forma espelhos que distorcem sua imagem.

A mostra também exibe o documentário “Cavalo”, que acompanha sete jovens dançarinos provocados a um mergulho em suas ancestralidades. O filme foi aclamado pela crítica na Mostra de Tiradentes e no Festival Ecrã este ano.



 

Para assistir aos filmes da 3ª Mostra Itinerante de Cinemas Negros – Mahomed Bamba, basta se cadastrar no Videocamp. No momento da sessão, será necessário apenas fazer o login. Outras atividades podem ser acompanhadas no Instagram da mostra.

Com informações da assessoria de imprensa do Videocamp.

%d blogueiros gostam disto: