"Wajib - Um Convite de Casamento" (2017), de AnneMarie Jacir - Divulgação

Mostra online destaca cinema realizado por mulheres árabes

De hoje, dia 7, até domingo, dia 11, acontece a mostra “Mulheres Árabes – Cinema & Poesia”, na plataforma TodesPlay. A programação, totalmente online e gratuita, exibe dez filmes entre curtas, médias e longas-metragens das aclamadas diretoras e poetisas Annemarie Jacir (Palestina) e Nujoom Al-Ghanem (Emirados Árabes). A mostra é uma realização da Women and Film and Television do Brasil – WIFT Brasil com patrocínio da Lei Aldir Blanc.

Além da exibição dos filmes, o evento conta com outras atividades que ficarão disponíveis online até o final da mostra, como o debate “Tamo junta: Poéticas de Fronteiras”, com Christina Queiroz (jornalista e doutora em Letras pela USP) e mediação de Maristela Sanches Bizarro (doutoranda em Literatura Brasileira e co-fundadora da WIFT Brasil); e o sarau “Mulheres de Palavra: Poesias de mulheres árabes e da periferia paulistana”, com Paula Pretta (atriz, musicista e poetisa), Rose Doreia (poetisa – Sarau Cooperifa) e Victória dos Santos (poetisa e musicista). E ainda, performances da vídeo-artista e performer Estela Lapponi, inspirada na poesia de Annemarie Jacir e Nujoom Alghanem, com direção de Paula Pretta (WIFT Brasil).

 

As diretoras

Annemarie Jacir é uma das principais figuras da “Nova Onda do Cinema Árabe”, com filmes que estrearam como seleções oficiais do Festival de Cannes, Veneza, Berlim e Locarno. O seu filme de estreia “Sal deste Mar” foi o primeiro longa-metragem dirigido por uma mulher palestina e todos os seus três filmes foram inscritos oficialmente no Oscar como representantes da Palestina. Com o compromisso de ensinar, treinar e contratar localmente, Annemarie também é curadora e mentora, promovendo ativamente o cinema independente na região. Ela atuou como membro do júri em Cannes, é membra da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e da Academia Britânica de Cinema e Televisão (BAFTA). E também é cofundadora da recém-criada Dar Yusuf Nasri Jacir para Arte e Pesquisa em Belém, cumprindo um sonho de família em estabelecer um espaço para as artes na Palestina.

Nujoom Al-Ghanem é uma poeta, artista e diretora de cinema dos Emirados Árabes. Ela publicou oito coleções de poesia e dirigiu mais de vinte filmes. Al Ghanem é ativa em sua comunidade e é considerada uma escritora e cineasta bem estabelecida no mundo árabe. Suas realizações nas artes foram reconhecidas nacionalmente e internacionalmente. Ela é cofundadora da Nahar Productions, produtora de filmes com sede em Dubai. Atualmente, trabalha como mentora profissional em cinema e redação criativa, além de consultora cultural e de mídia.

 

Programação

07/04 – QUARTA-FEIRA

17h –  Encontro com as artistas /abertura – áudio: inglês, legenda: português, 2021, 60 min.

Debate com as realizadoras mediado pela curadora Nágila Guimarães (WIFT Brasil). A gravação fica disponível online até o final da mostra.

19h –  “Quando Te Vi” (When I Saw You)  – Ficção, 2012, 98 min.

Sinopse: Em 1967, o caos da guerra separou o menino Tarek de seu pai. Com a mãe, ele vai para um acampamento de refugiados na fronteira da Palestina com a Jordânia. A adaptação não é fácil, mas na inocência se encontra a esperança.

21h – “O Céu Próximo” (Nearby Sky-) – Doc, 2017, 84 min.

Sinopse: Fátima Alhamily é a primeira proprietária de camelos dos Emirados a participar presencialmente do Camel Beauty Pageant Competitions (Desfile Competitivo de Beleza de Camelos) e também a entrar em Leilões de Camelos nos Emirados Árabes. Apesar das dificuldades e dos desafios com os quais se depara, enquanto tenta se mostrar capaz em um meio predominantemente masculino, seu desejo de vencer uma corrida ou um desfile de beleza continua sendo a única compensação para superar suas falhas.

 

08/04 – QUINTA-FEIRA

17h – Sarau ” Mulheres de Palavra”-  áudio: português, legenda: inglês, 2021, 60 min.

19h – “Ferramentas Afiadas” (Allat Haddad ) – Doc, 2014, 85 min.

Sinopse: Hassan Sharif, o fundador do movimento de arte conceitual nos Emirados Árabes, e artista mais influente, controverso e singular da região, expressa a razão de sua escolha por uma nova onda de arte em uma época que ainda não estava pronta para as revoluções artísticas. Sua filosofia permaneceu submergida em seu trabalho, assim como outros aspectos que serão revelados pela primeira vez neste filme.

21h –  “Wajib – Um Convite de Casamento” (Wajib – fiction) – Ficção, 2017, 96 min.

Sinopse: Após anos vivendo na Itália, Shadi retorna à Nazaré com a missão de entregar individualmente os convites do casamento da irmã, de acordo com o costume palestino. Para isso, terá que realizar a atividade ao lado de seu pai, Abu Shadi.

 

09/04 – SEXTA-FEIRA

17h – Debate – “Tamo Junta” – áudio português – 2021, 60 min.

19h – “Vermelho, Azul & Amarelo” (Red, Blue & Yellow ) – Doc. 2013, 92 min.

Sinopse: Um documentário centrado em uma conhecida artista dos Emirados, Najat Makki. Seu conto começou como uma história pessoal e se tornou a história de muitas artistas mulheres que lutam para alcançar seus sonhos em uma sociedade muito conservadora.

21h –  “Migalhas para os pássaros” (A few crumbs for the birds) – 2005, 28 min.

Sinopse: Ruwayshed é o último vilarejo na Jordânia antes da fronteira com o Iraque. É terra de ninguém. Esse curto documentário nos oferece um lampejo na vida de algumas pessoas que ali moram.

 

10/04 – SÁBADO

17h –  “Sal desse mar” (Salt of this Sea) – Ficção, 2008, 109 min.

Sinopse: Soraya, 28 anos, sempre viveu em Nova York. Ela decide ir à Palestina, de onde sua família foi exilada em 1948. Ao chegar, ela tenta recuperar as economias do avô. Diante da recusa do banco, Soraya resolve tomar as rédeas de sua própria vida.

19h –  “Amal” (Amal) – Doc, 2011, 88 min.

Sinopse: Amal chega aos Emirados Árabes cheia de sonhos e com a garantia de um ano de contrato em um projeto para a TV. Depois do primeiro ano, ela se vê  incapaz de realizar minimamente os seus planos. E para atingir seus objetivos, ela vai de um emprego a outro, até se render à passagem do tempo. Ela também se dá conta que, independentemente de sua vida artística rica em seu país, a Síria, suas responsabilidades de trabalho nos Emirados Árabes a colocam em uma situação à margem da vida cultural e artística. Isso faz parecer que ela foi esquecida. À medida em que enfrenta esse e outros desafios, Amal chega ao ponto em que precisa escolher fazer uma escolha: ficar ou ir embora.

 

11/04 – DOMINGO

17h – “Mel, Chuva & Poeira” (Honey, Rain & Dust) – Ficção, 1999, 20 min.

Sinopse: Os colhedores de mel Aisha e Ghareeb vagam pelas montanhas do norte dos Emirados Árabes em busca de abelhas selvagens, enfrentam dificuldades e se envolvem em suas próprias preocupações cotidianas. Quanto às abelhas, elas também estão ocupadas com a mudança climática, os desafios da sobrevivência e a produção do mel. Involuntariamente, as abelhas tornaram-se parte integrante da vida humana que depende delas. Elas são responsáveis por seu sustento e, às vezes, em quantidades abundantes. No entanto, até que ponto as abelhas continuarão fornecendo generosamente?

19h –  “Jornada Impossível” (Like Twenty Impossibles) – 2003, 17 min.

Sinopse: Em uma paisagem agora interrompida por postos de controle militares, um grupo de artistas palestinos cruza fronteiras emocionais e políticas enquanto tenta chegar a Jerusalém.

Obs.: Primeiro curta palestino da seleção oficial no Festival de Cannes, finalista nacional para seleção do Oscar e vencedor de mais de 15 prêmios incluindo melhor filme no Festival Internacional de Filmes de Chicago, IFP/New York, Instituto do Mundo Árabe, e Festival Internacional de Cinema de Palm Springs.

 

SERVIÇO
Mulheres Árabes – Cinema & Poesia
De 7 a 11 de Abril de 2021
Online e gratuita
Plataforma TodesPlay
Outras informações aqui.