"Céu de Agosto" (2021), de Jasmin Tenucci - Divulgação
"Céu de Agosto" (2021), de Jasmin Tenucci - Divulgação

Com brasileiro premiado em Cannes, Curta Kinoforum exibe 200 filmes online

Até o dia 29 de agosto, acontece online a 32ª edição do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, mais conhecido como Curta Kinoforum. A programação traz 200 filmes, vindos de 39 países. Entre eles estão títulos premiados em festivais internacionais, trabalhos de diretoras indígenas, homenagem a Glauber Rocha e Vânia Debs e muito mais.

A produção brasileira está representada no festival por um total de 116 curtas. Uma das principais atrações é “Céu de Agosto”, de Jasmin Tenucci, obra recém-premiada em Cannes e que tem no elenco a atriz Gilda Nomacce. Destaque também para os curtas “Ela Que Mora no Andar de Cima”, estrelado por Marcélia Cartaxo, e o amazonense “Seiva Bruta”, com Luiz Carlos Vasconcelos no elenco e eleito como melhor curta latino pelo prestigiado DGA, o sindicato dos diretores dos Estados Unidos. Outro título imperdível é “Menarca”, selecionado para a Semana da Crítica em Cannes e vencedor do prêmio do público no Festival Cinelatino de Toulouse. Estão programadas ainda obras assinadas por cineastas renomados, como Evaldo Mocarzel, com “O Menino, O Sabiá e o Rato”, Petrus Cariry, com “Foi um Tempo de Poesia”, Rafael Conde, com “O Suposto Filme”, e Sylvio Lanna, com “Nova Pasta, Antigo Baú”.

A representação latino-americana soma 19 filmes, produzidos em nove países da região. Entre os destaques está “Correspondência”, uma espécie de correspondência visual entre as premiadas cineastas Carla Simón (Espanha) e Dominga Sotomayor (Chile); o mexicano “A Felicidade do Motociclista Não Cabe em Sua Roupa”, lançado pelo Festival de Berlim; “Quem Diz Pátria Diz Morte”, que focaliza os recentes distúrbios políticos e sociais no Chile; o uruguaio “Blanes Esquina Müller”, vencedor do prestigiado festival Bafici, de Buenos Aires; o mexicano “O Sonho Mais Longo de Que Me Lembro”, selecionado para o Festival de Sundance; e “A Montanha Lembra”, que venceu a competição internacional do É Tudo Verdade.

Entre os destaques internacionais da programação estão “Estrela Vermelha”, que traz a assinatura do badalado diretor e ator francês Yohan Manca, e obras premiadas no Festival de Clermont-Ferrand, o mais importante evento dedicado ao curta-metragem: “Irmãs” (Estônia), “Nadador” (Suécia) e “Ônibus Noturno” (Taiwan). A programação inclui ainda “Viagem ao Paraíso”, produção do Vietnã premiada no Festival de Locarno; “Casca”, eleito como o melhor curta internacional do Festival de Annecy; “Passagem”, curta alemão que evoca as primeiras experiências pré-cinematográficas de Eadweard Muybridge (1830-1904); “O Cordeiro de Deus” (Portugal) e “Dustin” (França), ambos selecionados para o Festival de Cannes. Estão presentes ainda duas elogiadas produções africanas: “Chega Para Lá” (Ruanda) e “O Paraíso Desce à Terra” (África do Sul).

O evento conta ainda com oficina de crítica, gincana escolar e debates. Reforçando, o 32º Curta Kinoforum acontece até 29 de agosto, com acesso gratuito pelas plataformas de streaming InnSaei.TV e Tamanduá.TV.

Com informações da assessoria de imprensa do festival.

%d blogueiros gostam disto: