"Tudo que Eu Podia Fazer Era Chorar" (2021), de Dandara de Morais - Divulgação
"Tudo que Eu Podia Fazer Era Chorar" (2021), de Dandara de Morais - Divulgação

23º FestCurtasBH exibe uma centena de filmes em mostra híbrida

O 23º FestCurtasBH – Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte – acontece entre os dias 4 e 14 de novembro. O evento exibirá uma centena de filmes, entre Mostras Competitivas, Paralelas e Especial, distribuídas ao longo de 28 programas.

Este ano, o FestCurtasBH será realizado com sessões presenciais no Cine Humberto Mauro, respeitando todos os protolocos sanitários vigentes em função da pandemia de Covid-19. Ao mesmo tempo, o festival terá exibições no cineHumbertoMauro/MAIS, plataforma online da Fundação Clóvis Salgado, desenvolvida para abrigar a programação do Cine Humberto Mauro. O acesso é gratuito.

Durante os 11 dias de evento, o público poderá conferir um conjunto representativo da atual produção cinematográfica nacional e internacional, reunido em torno de temáticas de marcada relevância. A programação também dedica uma mostra de caráter competitivo exclusivamente à produção mineira. Performances, master class e debates, além da oficina de crítica Corpo Crítico, que chega a sua 4ª edição consecutiva, também integram a programação.



Dénètem Touam Bona

Dénètem Touam Bona - Divulgação
Dénètem Touam Bona

A programação conta ainda com filmes que promovem uma conversa fílmica fecunda e original com a obra e o pensamento do filósofo de origem francesa e centro-africana Dénètem Touam Bona. Seus conceitos de cosmopoética e marronagem inspiram a Mostra Especial Cosmopoéticas do (In)visível, um conjunto de produções em curta-metragem que expressam de forma inquieta e inventiva uma “poética da fuga” e experiências furtivas de resistência através do audiovisual.

Três curadoras e curadores convidados – Anti Ribeiro (curadora, cineasta e pesquisadora residente em Pernambuco); Tatiana Carvalho Costa (pesquisadora, cineasta e curadora residente em Belo Horizonte) e Wally Fall (curador e cineasta residente em Martinica) – criaram cada qual um programa, propondo um diálogo entre sua própria pesquisa curatorial e a obra de Touam Bona. A esses três programas, somam-se mais dois elaborados pela equipe de programação do Festival.

Confira a programação completa do 23º FestCurtasBH na versão presencial e na versão online.

Com informações da assessoria de imprensa da Fundação Clóvis Salgado.

%d blogueiros gostam disto: