"Boa Senhora" (Mlungu Wam, 2021), de Jenna Bass - Foto: Divulgação

Mostra de Cinemas Africanos 2022 exibe curtas online

A Mostra de Cinemas Africanos 2022 acontece presencialmente em São Paulo, até 20 de julho, e em Curitiba, até 13 de julho, mas oferece também ao público de todo o Brasil, no formato online, a sua programação de curtas-metragens.

A mostra traz uma coleção vasta e diversa da produção contemporânea de curtas na África. Dois programas compõem uma seleção de títulos recentes de vários países feita por Kariny Martins e Bea Gerolin. São filmes realizados no Senegal, Burkina Faso, Níger, Guiné-Bissau, Egito, Tunísia, África do Sul e Mali.

A outra sessão reúne 11 curtas da nova geração de cineastas de Angola, com curadoria da produtora angolana Geração 80, através do projeto Cine Geração. Produzidos durante a pandemia, os filmes mostram a força da produção cinematográfica do país e permitem uma visão geral do que está por vir nos próximos anos.



Os curtas da Mostra de Cinemas Africanos 2022 podem ser vistos na plataforma Sesc Digital, até 13 de julho. Ao todo, somando curtas e longas, o evento reúne cerca de 50 títulos, com destaque para a produção feminina e filmes inéditos no Brasil.

Na programação presencial, o filme sul-africano “Boa Senhora”, de Jenna Bass e Babalwa Baartman, premiado no Festival de Toronto, é uma das principais atrações. O evento promove ainda a estreia mundial de “Otiti”, da nigeriana Ema Edosio, que acompanha a história de uma costureira que assume a responsabilidade de cuidar do pai doente que a abandonou quando criança. A diretora nigeriana vem ao Brasil para apresentar uma aula sobre sua experiência como realizadora independente.

Todos os detalhes da programação podem ser conferidos no site oficial da mostra. Reforçando: até 20 de julho, presencial em São Paulo, e até 13 de julho, presencial em Curitiba e online.

%d blogueiros gostam disto: