Mulheres, cinema francês, trilhas sonoras, teatro e Woody Allen

© 2016 CINEMATÓRIO

Prêmio Carmem SantosMulheres cineastas são destaque em Brasília

Se você está em Brasília, não deixe de conferir a mostra do Prêmio Carmen Santos – Cinema de Mulher, que começou no dia 23 deste mês e vai até 4 de abril.  Uma ótima oportunidade  para conhecer, discutir e apoiar a participação das mulheres no cinema, que acontece no Centro Cultural Banco do Brasil em parceria com o Ministério da Cultura, SPM e Empresa Brasil de Comunicações (EBC).

O Prêmio Carmen Santos, lançado em 2013, tem o objetivo de apoiar obras audiovisuais de autoria de mulheres. Agora, a mostra de mesmo nome exibe gratuitamente os curtas e médias metragens resultantes deste trabalho, que, inclusive, tiveram mulheres ocupando a maior parte das funções nas equipes de filmagem.

Para enriquecer ainda mais o evento, sete longas de diretoras brasileiras convidadas foram escolhidos para exibição. São eles: “Que horas ela volta?”, de Anna Muylaert, “Olmo e a gaivota” e “Elena”, de Petra Costa, “Amor, plástico e barulho”, de Renata Pinheiro, “Califórnia”, de Marina Person, “De gravata e unha vermelha”, de Miriam Chnaiderman, e “Poeira & Batom no Planalto Central”, de Tânia Fontenele.

Além da mostra, dois debates abertos ao público estão programados: “Brasília Debate Cinema de Mulheres”, dia 30 de março com diretoras de Brasília e foco na produção da cidade; e “Debate com Diretoras da Mostra”, dia 1º de abril, que amplia a discussão para além dos limites geográficos da capital federal.

Serviço

Mostra Prêmio Carmen Santos – Cinema de Mulher

23 de março a 4 de abril

Centro Cultural Banco do Brasil: SCES, Trecho 02, lote 22, Asa Sul – Brasília

Entrada Franca

Mais informações aqui.

Cineclube FrancófonoCineclube Francófono em Belo Horizonte

A Fundação Clóvis Salgado nos presenteia com mais uma ótima mostra no Cine Humberto Mauro. No último sábado de cada mês, a partir de 30 de abril e até 25 de junho, acontecerá o Cineclube Francófono, com exibições de filmes de língua francesa. E se você se interessou, já vá programando seu almoço de final de semana para um horário mais cedo, pois as sessões serão sempre às 14h, seguidas por um debate com especialistas no assunto. É tudo gratuito e os organizadores prometem um repertório diverso em estilos e estéticas, com ênfase aos grandes clássicos.

Serviço

Cineclube Francófono

30 de Abril a 25 de Junho (último sábado de cada mês), às 14h.

Cine Humberto Mauro – Av. Afonso Pena, 1537,Centro – Belo Horizonte

Mais informações aqui.

Música do Cinema Segundo a Cia. FilarmônicaTeatro, Cinema e Música se misturam em espetáculo

Dica quente para você cinéfilo belo-horizontino que quer aproveitar o domingo com algo diferente do tradicional cineminha (em casa ou no shopping) é o espetáculo “A Música do Cinema segundo a Cia. Filarmônica”, que fará sua estreia no Teatro Bradesco, dia 3 de abril.

Trata-se de um musical, criado e dirigido por Marco Fentanes, que homenageia as trilhas sonoras mais memoráveis da sétima arte sem se apegar a gêneros específicos. Ou seja, você poderá escutar desde versões de temas clássicos, como o de “Casablanca”, até temas moderninhos, como o de “Missão Impossível”, e se envolver no clima de obras como “Psicose” e “Tubarão”. E para a sua viagem ao mundo dos filmes ser completa, os recursos também são variados, com cenas de telão, performances, teatro de sombras e efeitos especiais. Imperdível!

Serviço

A Música do Cinema Segundo a Cia. Filarmônica

Domingo, 3 de Abril de 2016, 19h

Teatro Bradesco – Rua da Bahia, 2244, Lourdes – Belo Horizonte

Entrada: R$80,00 (inteira) | R$40,00 (meia)

Mais informações: http://www.ingresso.com

Site Mulher no CinemaVisite e Favorite

Descobrir um bom site em meio a esse mar de opções descartáveis da internet é como achar um tesouro. E aqui compartilho uma ótima fonte para nos manter informados sobre a participação das mulheres no mundo cinematográfico, o site Mulher no Cinema, criado e escrito pela jornalista Luísa Pécora.

Nele você encontra notícias, críticas de filmes, textos opinativos, entrevistas, agenda cultural, estatísticas… Enfim, um trabalho amplo que, além de contribuir para o cinema de forma geral, muito contribui para o feminismo, empoderamento e representatividade. E nós sabemos que a sétima arte ainda tem muito a evoluir nessas questões, não é mesmo? Nunca falou-se tanto sobre esse assunto como ultimamente, então não fique de fora e vá logo conferir tudo aqui.

Woody Allen hors concours

Café Society (2016)

A 69º Edição do Festival de Cannes terá um gostinho especial para Woody Allen, que pela terceira vez abrirá o evento com a exibição de um filme de sua autoria. O que já é digno de nota no Livro dos Recordes, pois nenhum outro diretor conseguiu tal feito.

A obra escolhida é o novíssimo “Café Society”, que conta a história de um jovem que chega em Hollywood durante a década de 30 com a esperança de trabalhar na indústria cinematográfica. No elenco, Jesse Eisenberg, Kristen Stewart, Blake Lively e Steve Carell.

As outras duas sessões inaugurais de Woody Allen foram em 2002, com o filme “Dirigindo no Escuro”, e depois em 2011, com “Meia-Noite em Paris”. Mas a edição desse ano já é a 14º vez que ele participa fora da mostra competitiva, começando por “Manhattan”, em 1979, até “O Homem Irracional”, em 2015. Dito isso, só falta mesmo o diretor, roteirista, ator, escritor e comediante americano ganhar seu título de cidadão honorário de Cannes, você não acha?

%d blogueiros gostam disto: