Foto Leo Lara/Universo Produção

Conheça os sete filmes que competem na Mostra Aurora

A 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes, que acontece de 18 a 26 de janeiro de 2019, traz a temática “Corpos Adiante”, promovendo a reflexão e discussão sobre os corpos e suas potencialidades políticas e sociais. Para a Mostra Aurora, principal competitiva que concede o Troféu Barroco, foram selecionados sete longas-metragens inéditos, realizados por cineastas com no máximo três filmes no currículo — como, tradicionalmente, exige a regra da competição.

A curadoria é assinada pela dupla Lila Foster e Victor Guimarães com coordenação de Cleber Eduardo. Segundo Lila, “os trabalhos reúnem imagens que forjam experiências de conexão entre personagens, sua realidade local e os imaginários que surgem do encontro entre sujeitos, cultura e cinema. As obras se fazem entre a afirmação da presença dos corpos e a abertura à fabulação”. Assim, além de apresentarem visões estéticas singulares, sempre em consonância com a vanguarda do audiovisual brasileiro, os filmes também dialogam fortemente com a temática deste ano, como também aponta Victor. “São presenças que extrapolam a afirmação de suas próprias existências. Elas não se contentam em apenas estar, e sim inventam narrativas para si, criam novos territórios expressivos e trabalham conscientemente a correspondência entre corpos cinematográficos e corpos reais”, ele afirma.

Em termos regionais, a Mostra Aurora traz diretoras e diretores de seis estados: Goiás, Paraíba, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará e São Paulo. Os sete longas serão avaliados pelo Júri da Crítica, formado por cinco profissionais, incluindo duas presenças internacionais. Uma é do argentino Roger Koza, crítico, programador e curador, com vasta experiência em festivais de Locarno, Veneza, Hamburgo e Mar de Plata, entre outros. A outra é da francesa Claire Allouche, pesquisadora de cinema com formação na Universidade de Paris e colaboradora em publicações como Trafic e CinétrENS. O júri se completa com os brasileiros Kênia Freitas, Juliano Gomes e Izabel de Fátima Cruz Melo.

Além das exibições, debates na manhã seguinte às sessões, com presença da equipe de produção e de críticos convidados, aprofundam as ideias sobre os filmes. Também haverá homenagem a atriz e dramaturga mineira Grace Passô, um dos nomes mais aclamados das artes brasileiras nos últimos anos e que se tornou referência no teatro e, recentemente, no cinema.

Confira abaixo os filmes selecionados para a Mostra Aurora:

A ROSA AZUL DE NOVALIS (SP), de Gustavo Vinagre e Rodrigo Carneiro

"A Rosa Azul de Novalis" (2019) - Foto: Divulgação
“A Rosa Azul de Novalis” (2019) confirma o estilo de cinema de Gustavo Vinagre, centrado na autoperformance confessional – Foto: Divulgação

A RAINHA NZINGA CHEGOU (MG), de Junia Torres e Isabel Casimira Gasparino

"A Rainha Nzinga Chegou" (2019) - Foto: Divulgação
“A Rainha Nzinga Chegou” (2019) catalisa o encontro entre a cultura negra dos reinados e congados mineiros – Foto: Divulgação

TREMOR IÊ (CE), de Elena Meirelles e Lívia de Paiva

"Tremor Iê" (2019) - Foto: Divulgação
“Tremor Iê” (2019) faz do encontro entre um grupo de mulheres o espaço de formação de uma coletividade guerreira e antissistema – Foto: Divulgação

SEUS OSSOS E SEUS OLHOS (SP), de Caetano Gotardo

"Seus Ossos e Seus Olhos" (2019) - Foto: Divulgação
“Seus Ossos e Seus Olhos” (2019) apresenta uma encenação antinaturalista e coloca em cena uma investigação sobre o próprio corpo do ator – Foto: Divulgação

VERMELHA (GO), de Getúlio Ribeiro

"Vermelha" (2019) - Foto: Divulgação
“Vermelha” (2019) centra-se numa narrativa construída de forma lacunar e misteriosa, com forte sentido de estranhamento – Foto: Divulgação

DESVIO (PB), de Arthur Lins

"Desvio" (2019) - Foto: Divulgação
“Desvio” (2019) consolida a trajetória do diretor paraibano Arthur Lins, iniciada no curta-metragem – Foto: Divulgação

UM FILME DE VERÃO (RJ), de Jô Serfaty

"Um Filme de Verão" (2019) - Foto: Divulgação
“Um Filme de Verão” (2019) retrata a efervescência de alunos de uma escola numa favela carioca que, com a chegada das férias, vão em busca de saídas inventivas para escapar em uma cidade em crise – Foto: Divulgação

SERVIÇO
22ª Mostra de Cinema de Tiradentes
De 18 a 26 de janeiro de 2019
Tiradentes – MG
Programação e mais informações aqui.

%d blogueiros gostam disto: