"Silvio e os Outros" de Paolo Sorrentino. Na imagem: Toni Servillo e Fabrizio Bentivoglio. Foto de: Gianni Fiorito
"Silvio e os Outros" de Paolo Sorrentino. Na foto Toni Servillo. Foto de Gianni Fiorito

Edição 2019 da 8 ½ Festa do Cinema Italiano chega a BH e mais 15 cidades

Com mais de 10 anos de história e chegando a sua quinta edição no Brasil, a 8 ½ Festa do Cinema Italiano — festival que seleciona os melhores filmes da recente produção da Itália — dobrou sua duração e aumentou o número de filmes e de sessões, acontecendo de 8 a 14 de agosto e de 15 a 21 de agosto. Na primeira semana, as cidades contempladas são Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Niterói, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Recife. Na segunda semana, o evento chega a Belém, Florianópolis, Goiânia, Salvador, Vitória, além de Fortaleza, Londrina e Natal, que acabam de entrar para o circuito do festival.

Entre as estreias, “Silvio e os Outros”, a mais recente obra de Paolo Sorrentino (“A Grande Beleza”), uma ficção que retrata o controverso ex-primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi, vivido por Toni Servillo; “Noite Mágica”, novo longa do consagrado Paolo Virzì com história ambientada nos bastidores do cinema italiano; “Dafne”, de Federico Bondi, vencedor do Prêmio FIPRESCI na Mostra Panorama do Festival de Berlim, cuja atriz principal, Carolina Raspanti, tem Síndrome de Down; “Desafio de um Campeão”, de Leonardo D’Agostini, filme que traz o universo do futebol, estrelado por Stafano Accorsi e Andrea Carpenzano; e “Bangla”, de Phaim Bhuiyan, exibido no Festival Internacional de Roterdã e que acabou de ganhar o prêmio Nastro D’argento de Melhor Comédia do ano na Itália, sobre as aventuras amorosas de um italiano filho de imigrantes de Bangladesh.

“Silvio e os Outros” de Paolo Sorrentino. Na imagem: Toni Servillo e Fabrizio Bentivoglio. Foto de: Gianni Fiorito

Outras duas das atrações inéditas por aqui passaram por Cannes no ano passado e merecem especial atenção: “Lúcia Cheia de Graça”, de Gianni Zanasi, foi exibido na Quinzena dos Realizadores e levou o prêmio de Melhor Filme Europeu; e “Euforia”, realização da atriz Valeria Golino, esteve na competição da Un Certain Regard, tendo sido indicada também para a Palma Queer. Além disso, a programação conta com uma sessão especial de “O Melhor da Juventude”, filme de 2003, de Marco Tullio Giordana, um clássico contemporâneo que acompanha a saga de uma família dos anos 60 até os 2000, narrando alguns dos anos mais intensos da recente história italiana.

“Lucia Cheia de Graça” de Gianni Zanasi. Na imagem: Alba Rohrwacher. Foto: Divulgação/PupkinProductions

Arte renascentista

Em ocasião dos 500 anos da morte de Leonardo Da Vinci, o festival faz  homenagem aos grandes mestres da arte renascentista, trazendo nas suas imagens oficiais recriações contemporâneas de algumas das obras-primas de Caravaggio, Da Vinci, Botticelli, Raffaello e Michelangelo. Confira:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tais referências essenciais da História da Arte estão presentes também na programação de filmes. Serão exibidos, em pre-estreia, “Michelangelo – Infinito”, de Emanuele Imbucci, e “Caravaggio – A Alma e o Sangue”, de Jesus Garcés Lambert. Os dois títulos integram o ciclo A Grande Arte no Cinema, uma série de documentários que será exibida nas salas brasileiras a partir de outubro.

“Michelangelo – Infinito” de Emanuele Imbucci. Na imagem: Enrico Lo Verso. Foto: Divulgação

SERVIÇO
8 ½ Festa do Cinema Italiano
De 8 a 14 de agosto. E de 15 a 21 de agosto.
Em Belo Horizonte: Cine Belas Artes (R. Gonçalves Dias, 1581 – Lourdes)
Em outras 15 cidades brasileiras.
Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia)
Mais informações e programação completa aqui.

%d blogueiros gostam disto: