"Quiilpa - as lhamas floridas" - Divulgação
Cena do filme "Quiilpa - as lhamas floridas" - Divulgação

1ª Mostra CineFlecha retrata a (re)existência dos povos indígenas

Até 15 de outubro, a plataforma Videocamp recebe a 1ª Edição da Mostra CineFlecha, criada para promover a produção audiovisual de diferentes coletivos e realizadores indígenas do Brasil.

A programação reúne quatro sessões temáticas de filmes com o tema “(Re)Existir e Curar”, que retratam as diversas maneiras como os povos indígenas seguem mobilizando formas de (re)existir e se curar através de saberes e práticas ancestrais e contemporâneas.

Entre os filmes disponíveis estão: “Quiilpa – as lhamas floridas”, que mostra uma tradição pré-colombiana que continua a (re)existir nas terras Altas da Bolívia; o “Cosmopista Maxakali”, vídeo realizado a partir de registros feitos por uma equipe de representantes Maxakali e Pataxó, cineastas indígenas e pajés, e pesquisadores não-indígenas; a premiada animação “Mãtãnãg, a Encantada”, com a trajetória de uma mulher indígena que segue o espírito de seu marido até a aldeia dos mortos; e “Kipaexoti”, que mostra a força e resistência do Povo Terena da aldeia Cachoeirinha em manter a sua dança tradicional viva.



 

“Os séculos de resistência indígena não cansam de apresentar aos brasileiros em geral outros modos de existência possíveis”, afirmam os articuladores da Rede CineFlecha. “Com a crescente produção do cinema indígena nacional, o aprendizado com esses povos tornou-se, mais que acessível, imperativo para aqueles que desejam mirar outros mundos possíveis”, completam.

Para assistir aos filmes da 1ª Edição da Mostra CineFlecha, basta se cadastrar no Videocamp. No momento da sessão, será necessário apenas fazer o login.

Com informações da assessoria de imprensa do Videocamp.

%d blogueiros gostam disto: