Gilda Nomacce - Foto: Divulgação
Gilda Nomacce - Foto: Divulgação

cinematório café: Entrevista com Gilda Nomacce

Clique para reproduzir em uma nova janela | Download

Spotify | Deezer | Castbox | TuneIn | Stitcher | Player FM

Nesta edição, o cinematório café conversa com Gilda Nomacce, atriz de longas como “Trabalhar Cansa”, “Quando Eu Era Vivo”, “Ausência”, “Meu Nome é Bagdá” e “Casa de Antiguidades”, além dos curtas “Tea for Two”, “O Duplo”, “Minha Única Terra é na Lua”, entre vários outros.

Nascida em Ituverava, no interior de São Paulo, Gilda já tem no currículo mais de 100 filmes. Uma das grandes atrizes do cinema brasileiro contemporâneo, Gilda também é ícone do cinema fantástico, tendo sido homenageada em 2020 pelo Festival Cinefantasy (veja o vídeo logo abaixo).

Na entrevista para o nosso podcast, Gilda fala sobre o seu despertar artístico, seu processo criativo, seu trabalho contínuo com o coletivo Filmes do Caixote e seus novos projetos.

O cinematório café é produzido e apresentado por Renato Silveira e Kel Gomes. A cada episódio, nós propomos um debate em torno de filmes recém-lançados e temas relacionados ao cinema, sempre em um clima de descontração e buscando refletir sobre imagens presentes no nosso dia a dia.

Quer mandar um e-mail? Escreva seu recado e envie para contato@cinematorio.com.br. A sua mensagem pode ser lida no podcast!

Cineclube Cinematório

O Cineclube Cinematório está no Padrim e no PicPay. O seu apoio é fundamental!

Hyperlinks deste episódio:

— Homenagem do Cinefantasy à Gilda Nomacce:

 

— Curta “This is Not Dancing Days”, dirigido por Julia Katharine:

 

— Cenas de alguns dos filmes de Gilda com o coletivo Filmes do Caixote (veja mais vídeos de trabalhos dela no YouTube):

 


Apoio:

Pão & Companhia

MUBI

cinematório é parceiro do MUBI, um serviço de streaming de filmes que exibe preciosidades cinematográficas realizadas no mundo todo, escolhidas a dedo por uma equipe de curadores. Faça um teste por 30 dias grátis: basta se cadastrar neste link.