"Liyana" (2017), de Aaron e Amanda Kopp - Divulgação
"Liyana" (2017), de Aaron e Amanda Kopp - Divulgação

10º Circuito de Cinema Infantil exibe filmes e promove debates sobre educação e cinema

De 14 a 19 de junho, acontece a 10ª edição do Circuito de Cinema Infantil, evento criado com o propósito de democratizar o acesso aos filmes exibidos na tradicional Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, que em 2021 completa 20 anos de realização.

O Circuito promove oficinas, exibição de filmes e conversas com profissionais e interessados em educação e cinema. Temas como a importância da pluralidade e da representatividade das diferentes infâncias brasileiras nas telas estão no centro dos debates. Entre os convidados estão a socióloga Helena Singer, o escritor e líder indígena André Baniwa, a professora e antropóloga Jozileia Kaingang e a documentarista Renata Meirelles, diretora do filme “Território do Brincar”.

Durante os cinco dias de conversas, a programação online também vai discutir a educação das crianças no contexto da pandemia e que imagens estão sendo mostradas para elas. Além disso, será lançada uma nova coletânea de curtas-metragens brasileiros, com cinco filmes que poderão ser vistos no YouTube, onde também estão disponíveis outras dezenas de obras que fazem parte do acervo da mostra. Entre os novos curtas está o mineiro “Dono de Casa”, dirigido por Anderson Lima.

No encerramento, o público poderá ver o longa-metragem “Liyana”, premiada produção da Suazilândia, país da África Austral, que narra a história de cinco crianças órfãs, mesclando animação e cenas documentais. O filme será exibido no dia 19 de junho e ficará disponível para o público por uma semana, também no YouTube.

Acompanhe a programação no site: mostradecinemainfantil.com.br/circuito.

Programação

Toda a programação tem tradução em LIBRAS.

Segunda, 14/6

9h às 11h: Oficina O audiovisual em contextos educativos: a construção do olhar. Com o Coletivo Móbile Educacional
14h às 16h: Oficina A experiência de criação audiovisual
19h: Conversas – Pandemia, escola e outros agentes da educação – Abertura
Com Maria Thereza Marcílio (presidente da Avante Educação e Mobilização Social), Helena Singer (socióloga, vice-presidente da Ashoka para América Latina e membro do Conselho Municipal de Educação de São Paulo) e representante da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis.

Terça, 15/6

9h às 11h: Oficina de animação para professores com o Instituto Marlim Azul (ES)
14h: Conversas – Povos indígenas: conhecer, respeitar e se encantar
Com Jozileia Kaingang (professora e antropóloga), André Baniwa (vice-presidente da Organização Indígena da Bacia do Içana)  e Rita da Silva (antropóloga e cineasta)

Quarta, 16/6

9h às 11h: Oficina de animação para professores com o Instituto Marlim Azul (ES)
14h: Conversas – Descolonizando olhares
Com Mayana Nunes (doutoranda em Antropologia Social), Anderson Lima (cineasta e educador) e Roselete Aviz (doutora em educação)

Quinta, 17/6

9h às 11h: Oficina de animação para professores com o Instituto Marlin Azul (ES)
14h: Conversas –  Imagem, Infância e Cultura Popular
Com Renata Meirelles (produtora e diretora do Território do Brincar), David Reeks (produtor e diretor do Território do Brincar) e Nado (Reonaldo) Manoel Gonçalves (doutor em Educação e representante da Secretaria Municipal de Educação)

Sexta, 18/6

14h: Conversas – Séries de animação para todas as infâncias
Com Aída Queiroz (diretora de animação da série Mulheres Fantásticas), Hygor Amorim (criador e diretor da série de animação infantil Mytikah – O Livro dos heróis) e Renato Noguera (roteirista e pesquisador de infância, roteirista, compositor do Projeto multimídia Nana & Nilo)

Sábado, 19/6

10h: Exibição do longa de animação Liyana *com legenda em portugês e tradução em LIBRAS
Debate após a sessão com mediação de Luiza Lins e Gilka Girardello

Com informações da assessoria de imprensa do evento.