"A Última Floresta" (2021), de Luiz Bolognesi - Divulgação
"A Última Floresta" (2021), de Luiz Bolognesi - Divulgação

“A Última Floresta” e “Bob Cuspe” ganham prêmios internacionais

O filme “A Última Floresta”, dirigido por Luiz Bolognesi, ganhou o prêmio do público da mostra Panorama, do Festival de Berlim. Único longa brasileiro na competição oficial do evento, “A Última Floresta” mistura documentário e ficção para denunciar garimpos ilegais e o desmatamento da floresta amazônica.

O roteiro foi coassinado pelo xamã e ativista Davi Kopenawa Yanomami. Além disso, os atores do filme são os próprios indígenas. Segundo Bolognesi, a ideia de realizar o longa surgiu enquanto filmava o seu projeto anterior, “Ex-Pajé”, que também foi selecionado para o Festival de Berlim e ganhou o Prêmio Especial do Júri, em 2018. O objetivo do diretor era retratar a vitória da resistência do povo Yanomami.

“A Última Floresta” ainda não tem data de estreia, mas a previsão é que seja exibido nos cinemas brasileiros ainda no segundo semestre de 2021.

"Bob Cuspe - Nós Não Gostamos de Gente" (2021), de César Cabral - Divulgação
“Bob Cuspe – Nós Não Gostamos de Gente” (2021), de César Cabral – Divulgação

Outro filme brasileiro premiado internacionalmente no último fim de semana foi o longa-metragem de animação “Bob Cuspe — Nós Não Gostamos de Gente”. Inspirada no personagem criado pelo cartunista Angeli, a produção venceu a mostra Contrechamp, do Festival Internacional de Animação de Annecy, na França.

Com direção de César Cabral, “Bob Cuspe — Nós Não Gostamos de Gente” conta a história de Bob Cuspe, um velho punk tentando escapar de um deserto pós-apocalíptico – que é, na verdade, um purgatório dentro da mente de seu criador, que passa por uma crise criativa. Outros personagens famosos de Angeli, como a boêmia Rê Bordosa, também aparecem no filme, que foi realizado com a técnica de animação stop-motion e mistura documentário, comédia e road movie.

“Bob Cuspe — Nós Não Gostamos de Gente” tem as vozes de Milhem Cortaz, Paulo Miklos, André Abujamra e conta com participação da também cartunista Laerte Coutinho. O filme deve ser lançado nos cinemas nacionais no segundo semestre.

%d blogueiros gostam disto: