Equipe da Betway Insider entrevista ex-astronauta da NASA que poderia ter a história contada em um filme

Ex-astronauta

Equipe da Betway Insider entrevista ex-astronauta da NASA que poderia ter a história contada em um filme
Fonte: Pixabay

Os filmes de ficção científica estão entre os gêneros mais populares entre os fãs de cinema, e o sucesso de franquias como “Alien” e “Star Wars” são as maiores provas disso. Entretanto, isso não quer dizer que apenas histórias fantasiosas podem fazer sucesso com essa temática no mundo da sétima arte. Por exemplo, a Betway realizou uma entrevista interessante com o Dr. Steven Hawley, um dos responsáveis pelo lançamento do Telescópio Espacial Hubble nos anos 90. O atual professor da Universidade de Kansas, nos Estados Unidos, teria tudo para ser o tema principal de um filme.

Essa não seria a primeira vez que a vida de um astronauta é inspiração para um roteiro. Em 2018, a história de Neil Armstrong, primeiro homem a andar na Lua, foi retratada nas telonas pelo ator Ryan Gosling no filme “O Primeiro Homem”. Ou seja, esses profissionais que trabalham no espaço costumam passar por experiências que as pessoas têm curiosidade para conhecer melhor. Um filme seria a forma ideal para fazer isso acontecer, principalmente com a ciência em alta no momento.



A história do Dr. Steven Hawley pode não ser tão popular como a de Neil Armstrong, mas isso não significa que ela seja desinteressante. Durante a conversa com o blog Betway Insider, o ex-astronauta contou um pouco de como chegou na profissão, e como isso aconteceu apenas por acaso. Em 1977, ele encontrou uma vaga para a NASA no quadro de avisos da Universidade da Califórnia, e logo se candidatou. A ideia, no entanto, nunca foi se transformar em uma astronauta, apesar da paixão pela área desde que era pequeno.

Contudo, por uma questão do destino, acabou ganhando uma oportunidade e conseguiu entrar para o quadro do órgão norte-americano. Hawley conta que quando foi selecionado para a NASA, não havia nenhuma garantia que iria para o espaço. Ele entrou apenas como um candidato a astronauta, uma profissão que ele só ganhou de fato depois que passou por um extenso treinamento e uma complicada avaliação que durou cerca de dois anos.

Os primeiros passos

A primeira missão fora da Terra só aconteceu sete anos depois que entrou na NASA, mas não foi a única, pois o astronauta voltaria para um ônibus espacial em outras quatro missões. Entre 1984 e 1999, ele ficou mais de 770 horas no espaço, o que significa 32 dias. Duas dessas operações foram especiais, e estão ligadas com o Telescópio Espacial Hubble, uma das criações mais importantes da engenharia espacial e que causou uma revolução no campo da astronomia.

Em 1990, durante a missão STS-31 Discovery, Hawley foi o responsável por remover o Hubble do compartimento do foguete e colocá-lo em órbita. Uma tarefa que ele lembra como muito complicada, pois não existiam muitas ferramentas tecnológicas para ajudar na operação. Por ser o engenheiro de voo, ele era o principal responsável por evitar qualquer acidente durante essa complicada missão. A tarefa foi bem-sucedida, o que colocou o nome do astronauta para sempre na história da humanidade.

O curioso é que essa não foi a única experiência dele com o Hubble, pois sete anos depois ele voltou ao espaço para realizar uma manutenção no histórico telescópio. Na conversa com a equipe de cassinos online da Betway, Hawley comenta que até hoje acompanha todas as descobertas do dispositivo que ajudou a colocar no espaço em 1990. Uma conexão única que podia muito bem se transformar no final perfeito para um filme de Hollywood.

Final feliz e muita emoção

A história contada pelo antigo astronauta tem todas as características de um bom filme, inclusive momentos de emoção e um final feliz. O Dr. Steven Hawley pode não ter um nome famoso, e nem ter pisado na Lua, porém é um astronauta que ajudou a revolucionar a astronomia colocando o Hubble em funcionamento. Aliás, os dois colegas na missão STS-31 Discovery, o piloto Charles Bolden Jr. e o comandante Loren Shriver, também mereciam maior destaque pelo que fizeram no espaço.

Os filmes são excelentes para contar narrativas de ficção, e fazer isso enquanto mostra uma história real é ainda mais rico. Com a temática científica em alta, principalmente com o sucesso de “Não Olhe para Cima” na Netflix, pessoas como o Dr. Steven Hawley podem ganhar a oportunidade de terem as próprias histórias contadas nas salas de cinema.

Ex-astronauta

Ex-astronauta

%d blogueiros gostam disto: