Palmas e vaias: o melhor e o pior de 2004 segundo o Cinematório – 1ª parte

Enfim, aqui estão as listas. Começando com as bombas do ano. Caramba, tem cada porcaria nas listas abaixo, que dá até vergonha. À medida que eu selecionava os filmes, chegava a soltar palavrões ao lembrar de cada uma dessas coisinhas. Aliás, nem sei se deveriamos mesmo fazer essa lista. São “filmes” que deveriam cair no esquecimento.

As 10 Bombas de 2004, por Renato

1º. Um Príncipe em Minha Vida, de Martha Coolidge
2º. Van Helsing, de Stephen Sommers
3º. Mulher-Gato, de Pitof
4º. As Branquelas, de Keenen Ivory Wayans
5º. O Gato, de Bo Welch
6º. Na Companhia do Medo, de Mathieu Kassovitz
7º. Garfield – O Filme, de Peter Hewitt
8º. Olhos Famintos 2, de Victor Salva
9º. Olga, de Jayme Monjardim
10º. O Vestido, de Paulo Thiago



As 10 Bombas de 2004, por Tooms

1º. Van Helsing, de Stephen Sommers
2º. Blade Trinity, de David Goyer
3º. Mar Aberto, de Chris Kentis
4º. O Álamo, de John Lee Hancock
5º. O Justiceiro, de Jonathan Hensleigh
6º. O Enviado, de Nick Hamm
7º. Menina dos Olhos, de Kevin Smith
8º. Jogos Mortais, de James Wan
9º. Os Esquecidos, de Joseph Ruben
10º. A Marca, de Philip Kaufman

%d blogueiros gostam disto: