CINEMATÓRIO AWARDS 2006: Os Piores do Ano!

Estamos começando a divulgação de nossa premiação anual e, como no ano passado, primeiro vocês conhecem as listas de melhores e piores filmes. A seguir estão aqueles que só podem ser chamados de “filme” entre aspas, porque podem ser tudo, menos obras dignas de serem exibida numa sala de cinema. No banheiro ficariam mais apropriados.

O grande campeão, por relação de coincidência nas duas listas, foi “O Amigo Oculto“. É, De Niro… Mais um ano, mais uma bomba. Destaque também para as duas primeiras colocações em minha lista, que ficaram com produções brasileiras. Nosso cinema está crescendo, tudo bem, mas dá nisso quando colocam a câmera na mão de qualquer um.

As 10 Bombas de 2005, por Renato



1º. Garrincha – Estrela Solitária, de Milton Alencar
2º. Coisa de Mulher, de Eliana Fonseca
3º. Quarteto Fantástico, de Tim Story
4º. Amaldiçoados, de Wes Craven
5º. O Amigo Oculto, de John Polson
6º. O Chamado 2, de Hideo Nakata
7º. O Grito, de Takashi Shimizu
8º. Ameaça Invisível – Stealth, de Rob Cohen
9º. Deu Zebra!, de Frederik Du Chau
10º. O Filho de Chucky, de Don Mancini

As 10 Bombas de 2005, por Tooms

1º. Elektra, de Rob Bowman
2º. A Névoa, de Rupert Wainwright
3º. Aeon Flux, de Karyn Kusama
4º. A Caverna, de Bruce Hunt
5º. Amaldiçoados, de Wes Craven
6º. O Amigo Oculto, de John Polson
7º. Two For The Money, de D.J. Caruso
8º. Os Irmãos Grimm, de Terry Gilliam
9º. Doom – A Porta do Inferno, de Andrzej Bartkowiak
10º. Sahara, de Breck Eisner

%d blogueiros gostam disto: