CINEMATÓRIO AWARDS 2006: Outros Destaques do Ano!

O Cara Mais Engraçado do Ano

Bill Murray, por “Flores Partidas”

Menção honrosa para Jackson Antunes, por “Confronto Final” * Não vimos o filme, mas só pelo trailer ele merece uma menção. Se tivéssemos visto, certamente ganharia o prêmio principal.



Cena Mais Hilária

A queda da Baleia, em “O Guia do Mochileiro das Galáxias”.

Transcrição do diálogo:

O Guia: É importante notar que, subitamente e contra qualquer probabilidade, a baleia apareceu do nada, várias milhas acima da superfície de um planeta alienígena. Partindo-se do fato que essa não é a posição ideal para uma baleia, esta inocente criatura teve muito pouco tempo para entender o que ela era de verdade. Estes foram os seus pensamentos enquanto ela caia:

A Baleia: Ahhh! Woooh! O que está acontecendo? Quem sou eu? Porque eu estou aqui? Qual o propósito da minha vida? O que eu quero dizer quando eu digo quem sou eu? Okay okay, fique calmo, segura a onda agora. Ooh, essa sensação é interessante. O que será? É como um formigamento na minha… Bem, eu acho que está na hora de começar a nomear as coisas. Vamos chamar de… Cauda! Yeah! Cauda! E, ei, o que é esse som estrondoso que passa pelo que logo eu vou chamar de cabeça? Vento! É um bom nome? Serve. Yeah, isto é realmente excitante. Estou ficando tonto de tanta antecipação! Ou é por causa do vento? Tem um monte dele agora, não? E o que é essa coisa que está vindo na minha direção bem rápido. Tão grande e chato e redondo, precisa de um nome a sua altura como “ow”, ownge”, cão, drão, chão! Isto! Chão! Ha! Eu me pergunto se ele gostaria de ser meu amigo? Olá, Chão!

[espatifa-se]

O Guia: Curiosamente, a única coisa que passou pela cabeça do vaso de petúnias, enquanto caía, foi: “Oh não, de novo não.”
Melhor Dublagem do Ano

Alan Rickman como Marvin, o Andróide Paranóide, em “O Guia do Mochileiro das Galáxias”.

Diálogo do Ano

Palpatine: Lembre-se de seus primeiros ensinamentos. “Todos que ganham poder têm medo de perdê-lo.” Até mesmo os Jedi.

Anakin: Os Jedi usam seu poder para o Bem.

Palpatine: O Bem é um ponto de vista, Anakin.

– Ian McDiarmid e Hayden Christensen, em “Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith”

Melhores Referências

A “cena do Papa-Léguas” em “Kung-Fusão” (e suas demais paródias e referências a filmes de ação e luta).

Melhor Final

“Batman Begins”

Menção honrosa para “Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith”, pelo plano final com o pôr-do-sol em Tatooine.

Melhor DVD

“Os Incríveis” (destaque para o curta com Sr. Incrível e Gelado que parece um desenho dos anos 80 – assista com os comentários!)

Melhores Trilhas Sonoras

“9 Canções”

“Boa Noite e Boa Sorte”

Troféu Samuel L. Jackson (concedido ao que de mais “cool” apareceu na tela)

Mickey Rourke como Marv, em “Sin City – A Cidade do Pecado”.

Filme Que Mais Incomodou e/ou Chocou

“Oldboy”, de Park Chan-wook – para quem acha que revelações em filmes não surpreendem mais.

Troféu John Travolta, ou “Agora Não Dá Mais” ou “Empurrão à Beira do Abismo”

Ben Kingsley, por ter aparecido em bombas como “Os Thunderbirds” e “A Sound of Thunder”. Mas só de ter aceitado trabalhar com Uwe Boll em “BloodRayne” ele já merecia.

Troféu Cera de Carnaúba, para o Mais Canastrão do Ano

Matthew McConaughey, por “Sahara”.

Prêmio James Bond, para a Cena Mais Inverossímil do Ano

Tom Cruise, o único ser humano capaz de destruir um tripode em “Guerra dos Mundos”.

Troféu “Ops! Eu Acho Que Li o Roteiro Errado”

John Cusack, por “Procura-se um Amor que Goste de Cachorros”.

Troféu “Precisou, Tô Lá”

Will Ferrell, visto nada menos que sete vezes ao longo do ano: “Kicking & Screaming” (ou “Papai Bate um Balão, a ser lançado direto em vídeo no Brasil), “A Feiticeira”, “Penetras Bons de Bico”, “Os Produtores”, “Melinda e Melinda” (é de 2004, mas só estreou no Brasil em 2005) e ainda “Winter Passing” e “The Wender Baker Story”, que passaram em festivais. E pensar que o Ferrell levou o troféu de Cara Mais Engraçado no ano passado. Pena que esteja desgastando sua imagemtão rápido.

Troféu “Só Sobrou Você”, para o Pior Casting

Keanu Reeves, por “Constantine”

Troféu “Para Ser Cameo Eu Tinha Que Aparecer Um Minuto a Mais e Não Ser Creditado em Terceiro Lugar no Elenco”

Vince Vaughn, por “Sr. e Sra. Smith”

Troféu “Mofei na Gaveta (e devia ter ficado lá)”

“A Sound of Thunder”

Melhor Interpretação Feminina do Ano

Jake Gyllenhall, por “O Segredo de Brokeback Mountain”

Troféu “Matei as Aulas de Montagem” ou “Proibido Para Epiléticos”

“Domino – A Caçadora de Recompensas”, de Tony Scott

Prêmio Especial “Pior Entonação para um NÃÃÃÃÃOOOOO!!!”

Darth Vader, por “Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith”

%d blogueiros gostam disto: