Jason begins

Eu sempre fui do time de garotos que gostava mais de Jason Vorhees do que de Freddy Krueger. São dois ícones do cinema de horror, e eu também curto muito “A Hora do Pesadelo”. Mas Jason sempre foi, para mim, o personagem mais bacana da minha infância cinéfila (leia-se: anos 80), ao lado de Darth Vader, Indiana Jones e Didi Mocó.

Por isso, até hoje, me animo para ver qualquer novo “Sexta-Feira 13” – mesmo que agora a franquia esteja nas mãos de pessoas como Michael Bay e Marcus Nispel. Até gosto da nova versão de “O Massacre da Serra Elétrica”, embora não seja um terço tão boa quanto a original. Mas depois dos remakes dispensáveis de “Horror em Amityville” e “A Morte Pede Carona”, dá até para ter medo.

Como Jason é um personagem mudo, acho que Nispel pode ter feito alguma coisa saudável neste retorno às origens do psicopata da máscara de hockey. Isto porque os minutos iniciais sem diálogos de “Desbravadores”, longa anterior do diretor, são o que salvam o filme. Por outro lado, assistir aos trailers e ver Jason correndo é um atentado às nossas memórias. Ora, sempre uma de suas características era aparecer do nada na frente das vítimas, mesmo que estivesse metros e metros atrás delas na tomada anterior. Mas agora fizeram o mesmo que em “Madrugada dos Mortos”, com os zumbis atletas de Zack Snyder.



Dito isto, espero que não tenham tentado fazer um filme de horror sério e tenham mantido pelo menos o humor da série, que acabou se tornando fundamental para o carisma de Jason. Por piores que sejam os últimos filmes, eles oferecem boas risadas – seja pelo sarcasmo, seja pelo ridículo. De qualquer forma, aí vai o teaser e o trailer, que a Paramount disponibilizou para o cinematório. O filme estréia em 13 de fevereiro – claro, uma sexta-feira 13.

%d blogueiros gostam disto: