Coração de dragão

A convite da Paramount, assisti esta semana a uma exibição promocional de “Como Treinar Seu Dragão”, primeira aposta da DreamWorks Animation para 2010, antecedendo “Shrek Para Sempre”.

Foram apresentados os 59 primeiros minutos do filme (tortura para qualquer um ver as coisas pela metade), ainda em forma inacabada. Algumas cenas estavam quase 100% renderizadas, outras ainda em estado de pré-visualização (sem movimentos completos ou mesmo cores inseridas). Duas ou três sequências foram mostradas em storyboards.



Você tem que concordar que esta não é a forma ideal de se ver um filme, ou parte dele. Mas, mesmo assim, “Como Treinar Seu Dragão” me pareceu divertido. Deve ser um bom sinal de que o filme finalizado será bom. É algo como uma história que poderia ser contada no universo de “Shrek”, fazendo piada com estereótipos do gênero fantasia (humor típico das animações da DreamWorks). A diferença é que o universo não é tão piadista quanto o do ogro. A trama envolve uma comunidade viking que se esforça para livrar suas fazendas da “praga” dos dragões (que existem dos mais variados tipos e tamanhos, ideais para a inevitável linha de brinquedos).

O que mais gostei, no entanto, foi a relação do protagonista, o garoto Hiccup (“Soluço”, no Brasil) dublado por Jay Baruchel, com o dragão que ele tenta capturar para deixar o pai orgulhoso. Lembra um pouco “O Corcel Negro”, um clássico da minha infância.

A estreia de “Como Treinar Seu Dragão” está logo aí, em 26 de março. Haverá cópias 3D dubladas e legendadas, de acordo com o que nos foi passado. Também haverá cópias 35mm, com legendas em praças selecionadas.

%d blogueiros gostam disto: