Sessão da Madrugada volta ao Belas Artes, em Belo Horizonte

Depois de algum tempo de espera, o Belas Artes, em Belo Horizonte, finalmente anunciou o início de sua programação da madrugada. A partir do próximo sábado, dia 26, sessões especiais e com entrada franca trarão à capital mineira filmes que tiveram pouca ou quase nenhuma chance no circuito belorizontino, cada vez mais restrito às grandes estreias dos multiplexes. Também entrarão na programação clássicos e filmes que tiveram grande bilheteria no Belas.

A volta das sessões da madrugada no Belas foi antecipada pelo cinematório em julho do ano passado, quando entrevistei Anderson Faria. Para a estreia, estão programadas as exibições de “Sede de Sangue” (foto), filme de vampiros de Park Chan-wook (“Oldboy”), do curta mineiro “Suspense” e do filme nacional “Ao Sul de Setembro”.



Confira todos os detalhes no release:

EMBALOS CINEMATOGRÁFICOS DE SÁBADO À NOITE

Usiminas Belas Artes dá início do projeto Sessão da Madrugada, com exibição de curtas e longas-metragens na madrugada de sábado para domingo, sempre com entrada franca

As noites de sábado ganham embalos cinematográficos a partir de fevereiro. Com o intuito de trazer de volta aos cinéfilos de Belo Horizonte a prática de ir ao cinema em sessões no fim de noite – algo que já foi comum na cidade em tempos passados -, o Usiminas Belas Artes promove, a partir do próximo sábado, o projeto Sessão da Madrugada, que pretende exibir, sempre com entrada franca, títulos que ficaram pouco tempo em cartaz na cidade ou ainda filmes cultuados pelo público, mas que estão há muito tempo longe das telas do cinema.

Pré-estreias exclusivas e também uma seleção de longas, curtas e vídeos de ficção ou documentários produzidos em Minas Gerais também são alvo da sessão, cuja exibição sempre será iniciada pouco antes da meia-noite – sempre após a ultima sessão do circuito em cartaz.

O projeto Sessão da Madrugada terá inicio no próximo sábado, dia 26 de fevereiro, as 23h50, sempre com entrada franca. O café bistrô do cinema também irá funcionar durante a sessão e, terminada a exibição, os cinéfilos ainda poderão celebrar e descontrair curtindo apresentações musicais no local.

A programação será vasta e democrática – terá o cuidado de exibir filmes de diversos países e diretores. Retrospectivas de cineastas nacionais e/ou estrangeiros também fazem parte do projeto que, em linhas gerais, divide-se em quatro grandes tópicos de programação:

=> Feito em Minas: filmes de relevância produzidos por cineastas mineiros

=> Grandes Mestres: títulos clássicos que marcaram época em décadas passadas

=> Clássicos do Belas: produções que foram sucesso de bilheteria no Usiminas Belas Artes e/ou no circuito de filmes de arte

=> Pré-estreia: sessão surpresa, com pré-estreia exclusiva promovida pelo cinema

Para debutar a Sessão da Madrugada, foram escolhidos um curta e dois longas de cunho peculiar. Na abertura, o curta-metragem Suspense (The Short Night), idealizado pela dupla Bob Tostes e Marcelo Gaz em homenagem ao mestre Alfred Hitchcock. Em seguida, na sala 1 será exibido o polêmico filme Sede de Sangue, do aclamado diretor Park Chan-wook (Oldboy). O longa brasileiro Ao Sul de Setembro, de Amauri Tangará, filmado na Chapada dos Guimarães (MT), será exibido na sala 2. Ambos os longas sao ineditos em BH.

SUSPENSE (The Short Night)
Policial se apaixona por mulher suspeita. O cineasta Alfred Hitchcock é homenageado neste projeto ousado de música-filme, ou cinema sem imagem. Numa narrativa musical de 10 minutos, o público é estimulado a criar mentalmente suas próprias imagens.

FICHA TÉCNICA:
Idealização, direção e produção: Bob Tostes e Marcelo Gaz
Música : Bob Tostes
Roteiro, Letra: Marcelo Gaz
Revisão de roteiro : Carlos Campos
Créditos : Vinicius Caiaffa
Gravação : Estúdio Ultra (BH) e Bossa 58 (RJ)
Masterização : Visom Digital (RJ)
Arranjo, Edição de Som: Raymundo Bittencourt

SEDE DE SANGUE, Bakjwi, 2009, Coréia do Sul, 133 min, 16 anos. Direção: Park Chan-wook. Com: Song Kang-ho, Kim Ok-vin, Kim Hae-sook, Shin Ha-kyun.

Sang-hyeon (Song Kang-ho) é um padre que se tornou voluntário de um projeto secreto de desenvolvimento de vacinas. Seu intuito é ajudar a salvar vidas, ameaçadas por um vírus mortal. Porém, durante o experimento ele é infectado e morre. Quando recebe uma transfusão de sangue de paradeiro desconhecido, volta à vida mas se torna um vampiro. Sang-hyeon está agora dividido, entre o desejo carnal por sangue e sua fé, que o impede de matar. Ganhou o Prêmio do Júri, no Festival de Cannes. Para a Revista Time, este é o “melhor e mais insano filme do diretor até agora”.

Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=2Cc16OX4zvg

AO SUL DE SETEMBRO, Brasil, 2008, 80 min, livre. Direção: Amauri Tangará. Com: Renato Teixeira, Agostinho Bizinoto, Adriana Rangel, Igor Kovalewski, Ana Paula Vieira

Clara (Adriana Rangel) é uma jovem jornalista que começa a escrever o roteiro de um filme. Em sua pesquisa, ela conhece Geraldo (Agostinho Bizinoto), um velho garimpeiro aficionado por cinema, que lhe conta a fantástica história de um poeta (Renato Teixeira) que viveu na zona rural de Chapada dos Guimarães. Este poeta sem nome, profundamente apaixonado, teria sido o protagonista de uma inacreditável história de amor sem limites. Clara, ao mesmo tempo duvida e se encanta com o que ouve, sem saber que uma grande surpresa a aguardava.

Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=IgW-VQ_ZUuQ

O projeto é viabilizado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, patrocinado pela Ical, maior usina de cal da América do Sul.

SERVIÇO
SESSÃO DA MADRUGADA
USIMINAS BELAS ARTES
RUA GONÇALVES DIAS, 1581
QUANDO: AOS SABADOS, A PARTIR DAS 23H50
ENTRADA FRANCA

%d blogueiros gostam disto: