Aliens, sejam bem-vindos

Invasão do Mundo: Batalha de Los Angeles” é apenas o primeiro de uma série de filmes sobre alienígenas que chegam ao nosso planeta, com os mais variados objetivos. A boa notícia é que qualquer um destes abaixo parece ser melhor do que o filme que entra em cartaz hoje.

Área Q (sem distribuidor)



Aposta brasileira, em coprodução com os EUA, se passa no Ceará e explora supostas aparições de extraterrestres em Quixadá e Quixeramobim. A direção é de Gerson Sanginitto, com produção de Halder Gomes. A dupla é responsável por filmes B de ação e terror, como “Cadáveres 2“, “Além do Ringue“. O elenco tem Isaiah Washington e Murilo Rosa. Previsão de estreia para 28 de outubro. Entrevistei o Halder em 2008. Ele também fez curtas muito interessantes, como “Cine Holiúdy” e “Loucos de Futebol”. Leia mais aqui.

Attack the Block (sem distribuidor)

Este ganhou fãs nos festivais de Sundance e South by Southwest. Marca a estreia na direção de Joe Cornish, parceiro de Simong Pegg e Edgar Wright e co-roteirista de “As Aventuras de Tintin”, o próximo filme de Steven Spielberg. “Attack the Block” se passa em um bairro do sul de Londres, onde uma gangue tem que defender suas casas dos aliens invasores. Nick Frost está no elenco. Ainda sem previsão de estreia no Brasil. No Reino Unido, será lançado em 13 de maio.

Paul (Universal)

Por falar em Simon Pegg e Nick Frost, eles assinam o roteiro e estrelam esta comédia em que encontram um alienígena (dublado por Seth Rogen) que fugiu da Área 51. O filme tem agradado de forma geral nos EUA, onde estreia hoje. Direção de Greg Mottola, de “Superbad – É Hoje” e “Adventureland” (ou “Férias Frustradas de Verão”, o péssimo título no Brasil). “Paul” deve ser lançado no Brasil só em setembro.

Cowboys & Aliens (Paramount)

Da lista, é o filme com produção mais cara e elenco mais chamativo. Baseado nos quadrinhos de Scott Mitchell Rosenberg, tem direção de Jon Favreau (“Homem de Ferro”) e conta com Harrison Ford e Daniel Craig nos papéis principais. Tomara que seja bacana, pois, como eu disse no nosso preview 2011, na última vez que faroeste e ficção-científica se misturaram, o resultado foi “As Loucas Aventuras de James West” e não cheirou nada bem.

Marte Precisa de Mães (Disney)

Animação via motion-capture produzida por Robert Zemeckis e com direção de Simon Wells (“A Máquina do Tempo”, “Príncipe do Egito”). Não se passa na Terra, mas os aliens invadem o planeta para sequestrar a mãe do protagonista. E pelo visto, não é só a mãe dele. Foi muito mal de bilheteria nos EUA. Lançamento no Brasil só em agosto.

E ainda teremos:

The Thing (Universal): remake/prequel do clássico do horror “Enigma do Outro Mundo”, com Mary Elizabeth Winstead e direção do estreante Matthijs van Heijningen Jr. Lançamento em outubro nos EUA, dezembro no Brasil.

Área 51 (PlayArte): novo terror do diretor de “Atividade Paranormal”, sobre repórteres que se aventuram na mítica base secreta de experimentos alienígenas. Estreia prevista para junho no Brasil.

The Darkest Hour (Fox): grupo de adolescentes enfrenta ETs invasores… Na Rússia. Com Emile Hirsch. Direção de Chris Gorak (“Toque de Recolher”). Previsão para setembro, com exibição em 3D.

Transformers 3 (Paramount): dispensa apresentações. Estreia em 1º de julho.

Extraterrestre (sem distribuidor): produção espanhola que promete misturar ficção-científica e comédia. Direção do pouco conhecido Nacho Vigalondo, que já teve um curta indicado ao Oscar.

%d blogueiros gostam disto: