"Guitar Days - An Unlikely Story of Brazilian Music" (2019) - Foto: Divulgação
"Guitar Days - An Unlikely Story of Brazilian Music" (2019) - Foto: Divulgação

In-Edit Brasil movimenta São Paulo com cinema e música

Dedicado ao documentário musical, o In-Edit Brasil chega à sua 11ª edição e acontece de 12 a 23 de junho, em São Paulo. Entre os filmes na Competição Nacional, estão os inéditos “Alceu Valença – Na Embolada do Tempo”, de Paola Vieira, “Amigo Arrigo”, de Alain Fresnot e Junior Carone, “Tudo Pela Música – Os 20 Anos da Deck”, de Daniel Ferro, “Antes que Me Esqueçam, Meu Nome é Edy Star”, de Fernando Moraes.

O festival conta com outras seções, como o programa Mostra Brasil, que terá as estreias de “Guitar Days – Un Unlikely Story of Brazilian Music”, de Caio Augusto Braga, “Jackson – Na Batida do Pandeiro”, de Marcus Villar e Cacá Teixeira, e “Segue o Baile – Bixiga 70”, de  Rubens Crispim Jr.

Na seção Brasil.Doc, os títulos também são inéditos: “O Rap pelo Rap 2”, de Pedro Fávero, e “We Need Songwriters”, de Alexandre Petillo. Já o programa Curta um Som traz os curtas “Beat É Protesto – O Funk Pela Ótica Feminina”, de Mayara Efe, “Feito por Elas”, de Barbara Ramona e Vanessa Pereira.

Shows

O In-Edit também apresenta este ano a estreia da série “História Secreta do Pop Brasileiro”, de André Barcinski, com exibição dos 8 capítulos, divididos em 2 blocos de 96 minutos, seguido de debate com a presença do diretor e convidados, mais show com a banda Os Carbonos.

A Nação Zumbi faz uma sessão exclusiva para o festival com a exibição do documentário inédito “Rádio S.Amb.A.Doc”, dirigido por André Almeida, seguida de show da banda. Em “Zuza Homem de Jazz”, de Janaína Dalri, também será acompanhado de debate e show com seu personagem principal, Zuza Homem de Mello.

Outros destaques são “Clementina”, de Ana Rieper, com bate papo após a sessão com a diretora e a produtora Mariana Marinho, e “Com a Palavra, Arnaldo Antunes”, de Marcelo Machado, também seguida de bate-papo com o diretor e a presença do ex-Titãs.

A programação completa de filmes e atividades paralelas está disponível no site oficial do In-Edit.

Streaming

Este ano, o In-Edit oferece ao público de todo o Brasil a oportunidade de assistir a algumas das atrações da programação à distância, através do serviço de streaming da Spcine, o Spcine Play. O acesso é gratuito. Entre os 15 títulos disponíveis a partir de 13 de junho, estão a série “História Secreta do Pop Brasileiro” e os filmes “Beat é Protesto”, sobre a força da mulher dentro do universo do funk paulistano, “We Need Songwriters”, que faz uma viagem de Nashville até New Orleans por lugares míticos da música norte-americana, e “Els Ulls S’Aturen de Créixer”, vencedor do In-Edit em 2018.

Anti-armas

O In-Edit Brasil divulgou nota em que se posiciona contra o Projeto de Decreto  n° 9785, de 2019, que facilita a venda de armas de fogo para a população. De acordo com os organizadores, “para nós, o uso de armamentos deve ser restringido à polícia e às Forças Armadas e sob o rígido controle da Justiça”.

Como protesto, o festival lançou campanha com a imagem de quatro músicos brasileiros que perderam a vida pelo disparo de balas: Sabotage, MC Daleste, Speedfreaks e Evaldo Rosa.

O cinematório se solidariza à causa e também convida o público a assinar e se posicionar contra esta medida através do Portal e-Cidadania do Senado Federal. Clique aqui para dar sua opinião.

%d blogueiros gostam disto: