"Ms Slavic 7" - Distribuição: MUBI
"Ms Slavic 7" - Distribuição: MUBI

MUBI: Todos os filmes que estreiam em junho

Além da programação especial do festival Olhar de Cinema, a plataforma de streaming MUBI tem um cardápio diversificado para seus assinantes no mês de junho.

A primeira novidade da programação é o Foco em Sacha Guitry, cineasta russo radicado na França e que, entre 1935 a 1957, produziu, escreveu, dirigiu e atuou em cerca de 32 filmes. Neste mês, chegam à plataforma três comédias adaptadas de peças teatrais assinadas por ele, de 1936: “O Novo Testamento”, “Faison um Rêve… (Let’s have a dream)” e “O Meu Pai Tinha Razão”.

"O Novo Testamento" - Distribuição: MUBI
“O Novo Testamento” – Distribuição: MUBI

Assinantes MUBI também poderão acompanhar a segunda parte da Retrospectiva Straub-Huillet. Jean-Marie Straub e Danièle Huillet compõem uma das parcerias mais importantes da história do cinema e o MUBI faz a estreia da restauração exclusiva de um dos filmes mais celebrados da década de 1990: o drama “Gente da Sicília”.

Já a seção Novos Autores apresenta as diretoras canadenses Sofia Bohdanowicz e Deragh Campbell, com o drama “MS Slavic 7”. Estrelado pela própria Deragh Campbell, como uma jovem que encontra cartas perdidas num arquivo de Harvard, escritas por sua bisavó para um amigo poeta polonês, o longa estreou na 69ª edição do Festival de Berlim, no ano passado.

"Ms Slavic 7" - Distribuição: MUBI
“MS Slavic 7” – Distribuição: MUBI

Em Novas Descobertas, vale conferir “Não Pense que Eu Vou Gritar”, longa de estreia do francês Frank Beauvais, de 2019. O documentário sobre a vida de um homem solitário de 45 anos, na Alsácia, recebeu cinco indicações a premiações, entre elas, melhor documentário no Lumiere Awards, na França, e no Festival de Estocolmo, da Suécia.

Por fim, Estreantes traz em junho “O Dia Depois que Eu Partir”, primeiro longa do israelense Nimrod Eldar, de 2019. Destaque da 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o drama familiar aborda o relacionamento de um pai de 50 anos com a filha adolescente, em Tel Aviv.

"O Dono da Noite" - Distribuição: MUBI
“O Dono da Noite” – Distribuição: MUBI

Entre outros destaques do mês estão: “O Dono da Noite”, que consagrou Paul Schrader, estrelado por Susan Sarandon e Willem Dafoe; “Assassinato”, o terceiro longa sonoro de Alfred Hitchcock; “O Fundo do Coração”, musical de Francis Ford Coppola; “A Terceira Geração”, de Rainer Werner Fassbinder, uma comédia irônica que teve sua estreia no Festival de Cannes de 1979; e “O Mistério de Picasso”, documentário de Henri-Georges Clouzot, vencedor do Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes de 1956. Os filmes estarão disponíveis por 30 dias, a partir da data de estreia na plataforma.

Vale lembrar que o Acervo MUBI agora está aberto com centenas de títulos para ver quando quiser. Nunca usou a plataforma? O cinematório é parceiro do MUBI e por meio deste link você pode experimentar o serviço gratuitamente por 30 dias.

Confira a agenda completa de junho:

1/6 – Breves Encontros: Olla – Ariane Labed (2019) – Estreia da atriz Ariane Labed (O LAGOSTA, ANTES DA MEIA-NOITE) como roteirista e diretora. Dramático e intenso, oferece um novo olhar sobre a erótica feminina.

2/6 – Os Galhofeiros – Victor Heerman (1930) – O famoso Capitão Spaulding acaba de retornar da África. Durante uma festa, um valioso quadro desaparece. O explorador tentará resolver o crime com a ajuda de seus aliados malucos.

3/6 – Girimunho – Helvécio Marins Jr., Clarissa Campolina (2011) – Estreia da dupla de diretores brasileiros Marins Jr. e Clarissa, GIRIMUNHO já foi exibido nos festivais internacionais de Veneza, Toronto e Rotterdam.

4/6 – A Vizinhança do Tigre – Affonso Uchoa (2014) – Grande vencedor da Mostra de Cinema de Tiradentes em 2014 e também exibido na Viennale em 2019, o longa é uma tocante narrativa sobre o cotidiano de quatro jovens no Bairro Nacional, em Contagem, MG.

5/6 – A Proletarian Winter’s Tale – Julian Radlmaier (2014) – O primeiro longa de Julian Radlmaier aborda, de forma cômica, a sociedade de classes que vivemos e as formas de ignorar seus limites.

6/6 – As Hiper Mulheres – Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takuma Kuikuro (2011) – Com uma abordagem sensível e pessoal, a obra nos leva para dentro da comunidade indígena do Alto Xingu e de seu maior ritual feminino, o Jamurikumalu.

7/6 – Sol Alegria – Tavinho Teixeira (2018) – Pastores ocupam os principais cargos políticos do país, o apocalipse está próximo e uma excêntrica família comete um atentado e se refugia na sede da falange Sol Alegria.

8/6 – Espero a tua (re)volta – Eliza Capai (2019) – Um poderoso retrato do movimento estudantil que ganhou força a partir de 2015 e ocupou escolas estaduais por todo o Brasil.

9/6 – El mar la mar – Joshua Bonnetta, J.P. Sniadecki (2017) – Os perigos dos caminhos que imigrantes mexicanos enfrentam ao atravessar o deserto de Sonora para chegar aos Estados Unidos.

10/6 – E agora? Lembra-me – Joaquim Pinto (2013) – Uma reflexão sobre o tempo e sobre a luta de uma pessoa para continuar vivendo e aproveitando a vida. Conheça a rotina de quem luta há quase 20 anos com HIV e com a hepatite C.

11/6 – Retrospectiva Straub-Huillet: Gente da Sicília – Danièle Huillet, Jean-Marie Straub (1999) – Após 15 anos no Norte da Itália, um homem siciliano retorna à sua terra natal. Vencedor do Critics Award na 23ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

12/6 – Foco em Sacha Guitry: O Novo Testamento – Sacha Guitry (1936) – Adaptado de uma peça de sua própria autoria, o cineasta dessa vez estrela sua própria comédia em preto e branco.

13/6 – Foco em Sacha Guitry: Faisons un rêve… – Sacha Guitry (1936) – Um marido que acaba de trair sua esposa volta para casa no início da manhã, confuso. Lá, ele encontra, sem saber, o amante de sua esposa, a quem confessa sua infidelidade.

14/6 – Coquetel de Assassinos – Bertrand Blier (1979) – A história de Alphonse Tram, um jovem desempregado. Seu único vizinho é o inspetor-chefe da polícia Morvandieu. Então um terceiro homem aparece, que por acaso é o assassino da falecida esposa de Alphonse.

15/6 – French Dressing – Ken Russell (1964) – Um atendente de espreguiçadeiras no resort à beira-mar de Gormleigh-on-Sea é promovido a oficial de publicidade, após sugerir um festival de cinema para atrair turistas.

16/6 – O Dono da Noite – Paul Schrader (1992) – Em uma narrativa existencial de crise profissional, Willem Dafoe e Susan Sarandon se encontram nesse drama idealizado por Paul Schrader.

17/6 – Assassinato – Alfred Hitchcock (1930) – Baseado na peça “Enter, Sir John” de Clemence Dane e Helen Simpson, foi o terceiro filme sonoro da carreira de Hitchcock e foi escrito em parceria com sua esposa, Alma Reville, e Walter C. Mycroft.

18/6 – Debut: O Dia Depois Que Eu Partir – Nimrod Eldar (2019) – De forma cuidadosa, sensível e emocionante, o primeiro longa do diretor israelense é uma ode aos relacionamentos problemáticos entre pais e filhos.

19/6 – Foco em Sacha Guitry: O Meu Pai Tinha Razão – Sacha Guitry (1936) – Deixado sozinho por sua esposa, Charles Bellanger decide cuidar da educação de seu filho, ensinando-lhe as virtudes do egoísmo, solidão e tudo o que há de errado no casamento.

20/6 – Popeye the Sailor Meets Sindbad the Sailor – Dave Fleischer (1936) -Indicado ao Oscar de Melhor Curta de Animação em 1937, o desenho de 17 minutos traz o famoso personagem da década de 30, Popeye, em mais uma aventura para salvar sua amada OlÍvia Palito contra um de seus arqui-inimigos.

21/6 – Novos Autores: MS Slavic 7 – Sofia Bohdanowicz, Deragh Campbell (2019) – Um drama intergeracional que reconecta uma bisneta com a bisavó por meio de cartas esquecidas. Baseada em fatos reais, a narrativa construída pelo duo de diretoras é instigante e comovente.

22/6 – Uma Lagartixa num Corpo de Mulher – Lucio Fulci (1971) – Uma jovem é acusada de assassinar seu vizinho debochado depois de ter um sonho sobre o ocorrido.  Ela realmente cometeu o crime ou foi incriminada por alguém?

23/6 – Todas as Manhãs do Mundo – Alain Corneau (1991) – No século 17, um renomado tocador de viola de gamba se isola após a morte de sua esposa. Porém, tudo muda quando um jovem pede para que ele seja seu tutor no aprendizado do instrumento.

24/6 – Sitcom – Nossa Linda Família – François Ozon (1998) – Uma família francesa convencional vive em aparente harmonia até que um dia o pai leva para casa um rato de estimação. Quando entram em contato com o roedor, cada membro da família revela suas perversões sexuais e psicológicas ocultas.

25/6 – Novas Descobertas: Não Pense Que Eu Vou Gritar – Frank Beauvais (2019) – Ao refazer um ano crucial de sua vida por meio de um estilo selvagem de terapia, o francês Frank Beauvais entrega por completo ao público seu corpo e alma. O longa de estreia do cineasta teve sua première no 69° Festival Internacional de Cinema de Berlim.

26/6 – Somniloquies – Verena Paravel, Lucien Castaing-Taylor (2017) – O compositor Dion McGregor ficou famoso na década de 1960 por narrar seus sonhos enquanto dormia. Em Somniloquies, as diretoras superam as fronteiras entre paisagens de sonhos interiores e corpos humanos.

27/6 – Paixão Selvagem – Serge Gainsbourg (1976) – Uma garçonete solitária se encanta por um caminhoneiro homossexual. Apesar dos avisos de seu chefe, a moça insiste no romance que desperta o ciúme no namorado do rapaz.

28/6 – O Fundo do Coração – Francis Ford Coppola (1982) – Considerado por alguns críticos como um dos filmes mais sublimes e engenhosos em toda a sua obra, foi o segundo musical da carreira do cineasta.

29/6 – A Terceira Geração – Rainer Werner Fassbinder (1979) – Uma comédia extremamente irônica em seis partes que conclui o pensamento e o olhar político ensaiado do cineasta sobre a Alemanha Ocidental. Propositalmente esquecido durante seu lançamento, o filme permanece atual e muito preciso em suas reflexões.

30/6 – O Mistério de Picasso – Henri-Georges Clouzot (1956) – Vencedor do Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes de 1956, o documentário biográfico sobre o grande Pablo Picasso almejou alcançar o que o Fausto de Goethe havia sonhado: capturar e armazenar os grandes momentos de inspiração.

%d blogueiros gostam disto: