"Cantareira" (2021), de Rodrigo Ribeyro - Divulgação
"Cantareira" (2021), de Rodrigo Ribeyro - Divulgação

“Cantareira” vence o Festival Curta Cinema

O curta-metragem “Cantareira”, dirigido por Rodrigo Ribeyro, venceu o 31º Festival Curta Cinema e agora está qualificado para concorrer a uma indicação ao Oscar 2022.

O filme vem trilhando uma ótima carreira internacional. Antes de ser exibido no Curta Cinema, “Cantareira” já havia circulado por diversos festivais fora do Brasil, entre eles o Festival de Cannes, onde foi premiado na Mostra Cinéfondation.

O curta tem como tema o paradoxo entre a metrópole e a natureza na Serra da Cantareira, localizada em São Paulo. Produzido como trabalho de conclusão de curso pelo diretor, o filme conta a história de um rapaz e seu avô, ambos com raízes profundas na Serra da Cantareira, mas em momentos diferentes da vida. De acordo com Rodrigo Rybeiro, o curta também discute as ambiguidades dos impactos econômico, ambiental e social que afetam a Serra da Cantareira hoje em dia.

Realizado entre 3 e 10 de novembro, o Festival Curta Cinema também agraciou os filmes “Colmeia” com o Prêmio Especial do Júri; “Céu de Agosto” com o prêmio de Melhor Direção; e “Tecido, Sigilo”, como melhor filme da mostra Primeiros Quadros. Já o Prêmio Canal Brasil de Curtas ficou com “Sideral” e o Prêmio do Público Panorama Carioca ficou com “Entreaberta”.

Confira todos os vencedores:

COMPETIÇÃO NACIONAL

Júri composto por Laura Rohard, Milena Manfredini e Rodrigo Areias

GRANDE PRÊMIO NACIONAL 2021

“Cantareira”, de Rodrigo Ribeyro

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI

“Colmeia”, de Maurício Chades

MELHOR DIREÇÃO

“Céu de Agosto”, de Jasmin Tenucci

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Júri composto por Claudia Pino Saraiva, Flavia Cândida e Felipe Cataldo

GRANDE PRÊMIO CURTA CINEMA 2021

“Trumpets In The Sky”, De Rakan Mayasi

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI

“The Star”, de Nadav Lapid

PRÊMIO MELHOR DIREÇÃO

“Daily Massacre in Tehran”, de Hessam Hamidi

PRIMEIROS QUADROS

Júri composto por Carolina Rapp e Cristiana Cunha

“Tecido, Sigilo”, de Lucílio Jota 

Menção honrosa:

“O Andar de Cima”, de Tomás Fernandes Silva

“Pandelivery”, de Antônio Silva Matos e Guimel Salgado

PRÊMIO CANAL BRASIL

Júri composto por Andrea Cursino, Clarissa Kurschner e Rodrigo Fonseca

“Sideral”, de Carlos Segundo

PRÊMIO DE PÚBLICO

PANORAMA CARIOCA

“Entreaberta”, da Bruna Amorim

PANORAMA LATINO-AMERICANO

“Año Sabático”, de David David

Com informações da assessoria de imprensa do Curta Cinema.

%d blogueiros gostam disto: