"O Segundo Encontro" (2019), de Véronique Ballot - Divulgação

Mostra Ecofalante celebra 60 anos do Xingu com filmes históricos

Até 12 de dezembro, a Mostra Ecofalante de Cinema promove a edição especial “Xingu 60 Anos”. O evento marca as seis décadas de existência do Parque Indígena do Xingu, criado em 1961 para garantir a sobrevivência, melhores condições de vida e a posse da terra à população indígena da região, além de preservar sua cultura, seus hábitos e suas crenças.

Com 31 filmes ao todo, a programação traz curtas, médias e longas-metragens, reunindo produções pioneiras realizadas a partir de 1932 até títulos finalizados em 2021 e ainda inéditos. Destacam-se obras assinadas por cineastas consagrados, como Aurélio Michiles, Mari Corrêa, Paula Gaitán e Vincent Carelli. Também serão exibidos trabalhos recentes de realizadores indígenas originários da região do Xingu, como Takumã Kuikuro e Kamikia Kisêdjê.

Um dos destaques da mostra é o premiado “Raoni”, filme de 1978 indicado ao Oscar de Melhor Documentário e vencedor do Festival de Gramado. Em sua versão norte-americana, o longa tem locução de Marlon Brando. Já na versão brasileira, exibida na Ecofalante em versão restaurada, a voz é de Paulo César Pereio. “Raoni” acompanha a luta do cacique Raoni pela preservação do Parque Nacional do Xingu, enquanto é ameaçado por grileiros, caçadores e madeireiras. O documentário foi filmado clandestinamente em 1975, durante a ditadura militar.

“Raoni” (1978), de Jean-Pierre Dutilleux, Luiz Carlos Saldanha – Divulgação

A Ecofalante: Xingu 60 anos também realiza debates importantes para o público conhecer e entender melhor a história e a realidade atual do parque indígena. Os filmes e demais atividades da mostra podem ser acessados gratuitamente através do site ecofalante.org.br.

SERVIÇO
Mostra Ecofalante de Cinema – Especial Xingu 60 anos
Até 12 de dezembro de 2021
Online e gratuita
Programação completa e mais informações aqui.

%d blogueiros gostam disto: