"Paixões Recorrentes" (2022), de Ana Carolina - Foto: O2 Play/Divulgação
"Paixões Recorrentes" (2022), de Ana Carolina - Foto: O2 Play/Divulgação

“Paixões Recorrentes”, novo filme de Ana Carolina, estreia no Festival de Roterdã

Além dos festivais de Sundance e Berlim, o cinema brasileiro também marca presença neste início de ano no Festival de Roterdã, na Holanda, outro prestigiado evento cinematográfico realizado na Europa. A 51ª edição selecionou o filme “Paixões Recorrentes”, mais novo trabalho da diretora Ana Carolina, uma de nossas principais cineastas. É dela a trilogia formada pelos longas “Mar de Rosas” (1978), “Das Tripas Coração” (1982) e “Sonho de Valsa” (1987).

“Paixões Recorrentes” é o primeiro trabalho de Ana Carolina desde “A Primeira Missa”, filme que ela lançou há oito anos. Na história, que se passa em 1939, conhecemos um grupo de pessoas de diferentes nacionalidades que discutem o estado do mundo em uma pequena praia no sul do Brasil, no dia que marca o início da Segunda Guerra Mundial.

“Paixões Recorrentes” foi filmado em locações nas cidades de Antonina e Morretes e nas Ilhas de Paranaguá, no litoral paranaense. No elenco estão Luciano Cáceres, Pedro Barreiro, Silvana Ivaldi, Danilo Grangheia, Luiz Iran Gomes e Octávio Moraes, além da atriz francesa Thérèse Cremieux. Confira o trailer:

 

O filme será exibido dentro da seção Harbour (ou “Porto”), que apresenta uma panorama de novos filmes de cineastas novos e consagrados de diversos países, como Reino Unido, Índia, Japão, Israel, Irã, França, Argentina e México. Outro filme brasileiro nesta seção é “Medusa”, da diretora Anita Rocha da Silveira, vencedor do Festival do Rio e selecionado para o Festival de Cannes em 2021.

Por causa da pandemia, o Festival de Roterdã acontece de 26 de janeiro a 6 de fevereiro em formato online. A estreia de “Paixões Recorrentes” no Brasil ainda não tem data prevista, mas a distribuição já está garantida e será feita pela O2 Play.

Para saber mais sobre Ana Carolina, recomendamos ler sobre a trajetória dela no site Mulheres do Cinema Brasileiro. Lá você também encontra uma ótima entrevista realizada por Adilson Marcelino.

%d blogueiros gostam disto: