Causa e Consequência #01

A causa “Os Mercenários”

O que é? Filme dirigido, escrito, estrelado, produzido e sei-lá-mais-o-quê por Sylvester Stallone. Sly reuniu toda a nata da ação da década de 80 e 90 e fez um filme cuja história não importa muito. Mas bateu fundo no coração de quem sentia saudades de pancadaria de verdade e não aguentava mais essas lutas que mais parecem coreografia de balé, popularizadas por “Matrix” e “O Tigre e o Dragão”.



O que aconteceu? Apesar das opiniões de críticos especializados não importarem muito neste caso, “Os Mercenários” foi relativamente bem recebido, para o que a gente esperava. E fez bonito nas bilheterias. Roubou de Julia Roberts e seu “Comer, Rezar, Amar” o primeiro lugar nas bilheterias, ficou duas semanas seguidas no topo. O filme custou US$ 80 milhões e, até agora, arrecadou em todo o mundo algo em torno de US$ 230 milhões. “Os Mercenários 2” foi encomendado e já começou a ser produzido.

A conclusão Tudo bem que reunir Stallone, Jet Li, Dolph Lundgren, Mickey Rourke, Eric Roberts, Jason Statham e ainda pontas de Bruce Willis e Schwarzenegger deve ter chamado a atenção de um bocado de gente. Mas “Os Mercenários” pode ter dado a pista de que “os filmes de ação para machos” ainda podem dar certo

A consequência Quando você lê que um estúdio pretende fazer uma nova versão de um filme específico, uma das últimas coisas que alguém poderia pensar é que ele iria se lembrar de um filme de 1994 estrelado por Van Damme. Pois bem, engano meu. A Paramount quer fazer um novo “Timecop: Guardião do Tempo” e em alta escala. Quer um projeto de orçamento gordo. E ninguém me tira da cabeça que o sucesso de “Os Mercenários” deixou tudo mais fácil. No filme original, Van Damme (que foi cobiçado por Stallone para seu filme) bate em trocentos figurantes enquanto tenta desvendar uma conspiração envolvendo viagens no tempo e políticos corruptos.

%d blogueiros gostam disto: