O caminhoneiro, a mulher e seu bebê

lasacacias01

Longa de estreia do diretor argentino Pablo Giorgelli, “Las Acacias” é também um filme de viagem, um road movie em que o protagonista passa por uma transformação durante sua jornada.

Rubén surge como o estereótipo do caminhoneiro: semblante fechado e expressão corporal que transparece um evidente cansaço físico e emocional. Não só o ator Gérman de Silva consegue transmitir com perfeição o peso “invisível” que aquele homem carrega nos ombros, como Giorgelli também nos diz isso através das imagens. Antes mesmo de o rosto de Rubén aparecer, nós já temos contato com seu estado de espírito na sequência de abertura, com uma floresta sendo derrubada para a extração da madeira que ele terá que transportar.



Um pouco mais adiante, quando Rubén faz uma parada na estrada, Jacinta (papel de Hebe Duarte), a mulher para quem ele dá carona, encontra fotos do caminhoneiro no porta-luvas. E mais uma vez nós temos contato com o drama interno de Rubén sem que ele necessariamente esteja em cena, e sem que uma palavra sequer seja dita. O personagem aparece nas fotos junto de seu filho, e nem parece ser a mesma pessoa. É um momento inusitado e genial de atuação, e uma forma criativa de fazer um flashback.

Aquele homem durão e ranzinza aos poucos é desvendado, e aí tem que ser destacada a participação fundamental da criança que Jacinta traz no colo. A garotinha de apenas alguns meses de vida também dialoga com Rubén através de suas constantes encaradas, coisa típica dos bebês, que buscam um sorriso para sorrirem de volta.

E é assim, sem precisar de palavras, que “Las Acacias” narra essa história de renascimento, que, apesar de ter um protagonista definido, também mostra como duas pessoas encontram afinidade para darem início a um romance. De certa forma, é um filme bem semelhante a “Antes do Amanhecer”, mas enquanto o famoso romance dirigido por Richard Linklater e estrelado por Ethan Hawke e Julie Delpy é um filme em que a conversa pauta grande parte do interesse pelos personagens, em “Las Acacias” é o silêncio que nos conquista. ■

LAS ACACIAS (2011, Argentina/Espanha). Direção: Pablo Giorgelli; Roteiro: Pablo Giorgelli, Salvador Roselli; Produção: Pablo Giorgelli, Ariel Rotter, Alex Zito; Fotografia: Diego Poleri; Montagem: María Astrauskas; Com: Germán de Silva, Hebe Duarte, Nayra Calle Mamani, Monica Coca, Lili Lopez; Estúdios: AireCine, Utópica Cine, Proyecto Experience; Distribuição: Vitrine Filmes. 82 min

%d blogueiros gostam disto: