“Marte Um” (2022), de Gabriel Martins - Foto: Divulgação

Festival de Gramado anuncia os filmes de sua 50ª edição

A organização do Festival de Cinema de Gramado anunciou os filmes das mostras competitivas de sua quinquagésima edição. Dos mais de mil títulos inscritos, as curadorias e comissões de seleção escolheram sete Longas-Metragens Brasileiros, sete Longas-Metragens Estrangeiros, cinco Longas-Metragens Gaúchos, 14 Curtas-Metragens Brasileiros e 17 Curtas-Metragens Gaúchos.

Ao todo, são 50 filmes selecionados, com a diversidade e o ineditismo permeando todas as produções. Dentre os destaques nacionais, filmes de todas as regiões do Brasil e que abordam questões pertinentes ao período político e social do país.

Representando Minas Gerais, o longa “Marte Um” é um dos títulos na competição pelo Kikito de Ouro. Dirigido por Gabriel Martins, da produtora Filmes de Plástico, o filme acompanha uma família que mora na periferia de Contagem e busca seguir seus sonhos num país que tem como presidente um homem que representa o contrário de tudo que eles são. Estrelado por Rejane Faria, Carlos Francisco, Camilla Damião e Cícero Lucas, “Marte Um” participou da competição do Festival de Sundance, nos Estados Unidos, no início do ano. O filme terá sua primeira exibição no Brasil durante o Festival de Gramado e será lançado nos cinemas de todo o país logo depois, em 25 de agosto.



Os demais longas brasileiros em competição em Gramado são “A Mãe”, de Cristiano Burlan, estrelado por Marcélia Cartaxo; “A Porta ao Lado”, de Julia Rezende, estrelado por Letícia Colin; “Noites Alienígenas”, de Sérgio de Carvalho, com Chico Diaz no elenco; “O Clube dos Anjos”, de Angelo Defanti, com Otávio Müller e Matheus Nachtergaele; “O Pastor e o Guerrilheiro”, de José Eduardo Belmonte, estrelado por Johnny Massaro; e “Tinnitus”, de Gregório Graziosi, com Joana De Verona e Antônio Pitanga.

Com relação aos curtas brasileiros, um feito inédito: metade dos filmes selecionados terão Gramado como sua primeira tela de exibição. O representante de Minas Gerais na seleção é o filme “Serrão”, dirigido por Marcelo Lin, que acompanha um homem tentando recomeçar sua vida. Perto de tudo dar certo, ele perde seu olho. A competição de curtas brasileiros tem ao todo 14 títulos, com produções realizadas também em São Paulo, Amapá, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Pará, Paraíba, Paraná e Sergipe.

O Festival de Gramado volta a acontecer com sessões presenciais, após dois anos em formato remoto devido à pandemia. No entanto, quem não puder subir a Serra Gaúcha poderá ver em casa a nova mostra de documentários brasileiros, uma das novidades para comemorar os 50 anos do festival. Serão cinco filmes exibidos na TV pelo Canal Brasil e disponibilizados também via streaming durante o evento.

O Festival de Gramado será realizado de 12 a 20 de agosto.

%d blogueiros gostam disto: