Entrega anônima

Este é provavelmente o caso mais bizarro que já passei com compras internacionais.

 

No dia 12 de julho, eu fiz duas encomendas: uma no site DVD Empire e outra no Deep Discount. Em ambas, pedi dois Blu-rays. O objetivo era testar essas duas lojas e ver qual entregaria mais rápido, já que as compras via Amazon andam problemáticas há alguns meses, desde a Operação Maré Vermelha, da Receita Federal (tenho dois pedidos da Amazon e um da Second Spin ainda atrasados, senão perdidos), e da recente medida da loja para cobrar os impostos de importação antecipadamente.



 

Meu pedido da Deep Discount (Blu-rays de “O Balconista” e “Procura-se Amy“) chegou primeiro, após 20 dias da data do pedido. Os filmes chegaram em um envelope plástico-bolha e sem tributação. Já o pedido da DVD Empire (Blu-rays de “Gremlins 2” e “Sexo Sem Compromisso“) foi recebido somente hoje – e como de costume desta loja, os Blu-rays vieram numa caixinha de papelão.

 

Só que meu teste não pode ser levado em conta. Explico: quem fez a entrega da encomenda feita na DVD Empire não foram os Correios, mas, sim, uma pessoa anônima.

 

Quando peguei a caixa, já tive o primeiro estranhamento: meu nome estava escrito errado e à mão junto com o endereço na parte de trás da caixa. A etiqueta da loja com o meu endereço tinha sido arrancada. Pensei: “Só faltava essa; os Correios abrindo encomendas…”

 

E antes fosse isso. A caixa estava aberta e a explicação estava dentro: uma carta, também escrita à mão, de uma pessoa que “encontrou” a caixa no portão do prédio e decidiu levá-la consigo. Arrependido, o fulano decidiu devolver a caixa e deixou esse pedido de desculpas:

 

Marcos Cesana como o Carteiro do filme “Reflexões de um Liquidificador”.

Primeiro: deixo aqui meu agradecimento ao prezado anônimo pela devolução, embora eu não o perdoe por ter aberto os Blu-rays e espalhado suas impressões digitais por todos os discos. Se ele estava tão interessado na embalagem, como diz na carta, por que abriu os Blu-rays? E aposto que só devolveu porque tentou rodá-los num DVD player e não obteve sucesso. De qualquer forma, ainda bem que ele devolveu. Antes isso do que ficar sem meus filmes (e já testei ambos e estão funcionando perfeitamente).

 

Segundo: deixo aqui minha indignação com os Correios por essa tremenda mancada. Não é a primeira vez que o carteiro simplesmente joga uma encomenda minha no portão do prédio. Já tive uma que ficou na chuva. Ora, se não cabe na caixa de correio, bata o interfone, senhor carteiro! Não tem ninguém em casa? Volte com a encomenda para a agência e deixe um aviso de retirada. Caixa é caixa. Carta é carta. Para cada tipo de encomenda deveria ser adotado um procedimento específico. É o mínimo que se espera de uma empresa responsável.

 

Por fim, deixo o alerta a todos que fazem pedidos internacionais, pois os Correios não estão mesmo dando a mínima para nossas encomendas (nunca deram). Já não basta o prazo interminável de retenção para cobrança de impostos, ainda temos que aturar esse tipo de tratamento na entrega.

 

Depois dessa, fico pensando se minhas encomendas atrasadas, na verdade, não foram extraviadas. Já perdi a esperança em recebê-las. Acho que, daqui em diante, eu só pedirei encomenda com rastreio e que exija assinatura para ser entregue. Pode ficar mais caro, mas, pelo menos, recebo tudo.

%d blogueiros gostam disto: