Subterrâneos

“Subterrâneos” é o primeiro longa-metragem do diretor homenageado na 12ª. Mostra de Cinema de Tiradentes, José Eduardo Belmonte. O filme foi rodado em Brasília, em 2003, mas de lá para cá não perdeu nada no quesito atualidade. Isso porque o que vemos na tela é uma composição de cenários, pessoas e situações comuns as grandes cidades Brasileiras, mas que muitas vezes passam despercebidos por nosso olhar.

Belmonte comanda um filme norteado pelos reflexos da “loucura” urbana. Chamo de loucura, em primeiro lugar, porque estamos sempre tão imersos em nossas vidas e problemas, sempre com tanta pressa que não questionamos – ou não confrontamos – o espaço em que vivemos. Loucura também (e é por esse aspecto que optei pelo uso das aspas) que está aparentemente tirando a razão das personagens centrais do filme. Aquelas pessoas que, ao contrário dos demais, tentam ao menos entender e decifrar parte do mundo em que vivem. Tais questionamentos chegam a parecer devaneios de mentes perturbadas, tanto para as personagens “sãs”, como para o espectador.



O mais interessante é que Belmonte faz isso de uma forma tão real que é difícil não concordar, ou ao menos entender, as atitudes de seus protagonistas. O uso de locações que nos mostram um lado menos “cartão postal” de Brasília, a participação de pessoas comuns e as improvisações são fundamentais para que o filme seja tão naturalmente crível.

Não se identificar com alguém ou com alguma situação do filme é uma tarefa quase impossível. Mas, se você se identificar mais com o estrangeiro que vem gravar um filme no Brasil, para quem tudo é novidade, talvez seja o momento de se questionar. Para quem não gosta de viver numa bolha, “Subterrâneos” é o filme perfeito.

nota: 9/10 — veja no cinema e compre o DVD*

Subterrâneos (2003, Brasil)
direção: José Eduardo Belmonte; com: Murilo Grossi, Chico Sant`Anna, Nicola Siri, Cibele Amaral, João Paulo Oliveira, Andrade Jr., Roque Fritsch, Wilian Lopes, Lucenaide Pinheiro, Gabriele Lopes, Soraia Furacão, André Deca, Ricardo Machado; roteiro: José Eduardo Belmonte; produção: Roque Fritsh; fotografia: André Lavenéré, André Luís Da Cunha; montagem: Rodrigo Benevelo; música: Zé Pedro Gollo. 86 min

*NOTA DO EDITOR: “Subterrâneos” foi lançado em 2003 no Festival de Brasília e, desde então, é exibido apenas no circuito de festivais, permanecendo inédito no circuito comercial.

%d blogueiros gostam disto: