Blablablá: Twitter, "Star Trek", podcast, enquete

1. Estou pensando em colocar um Twitter no cinematório. Mas, honestamente, não entendi bem ainda qual a praticidade desse troço. Pensei em colocar mais por uma questão de “necessidade”, já que virou mania em tudo quanto é canto da web, do que por vontade mesmo. Estou brincando com ele para ver se pego o jeito e tomo gosto. Mas e vocês, o que acham? Vale a pena? Que uso vocês fariam? E se vocês possuem um Twitter, porque gostam ou desgostam?

2. No próximo fim de semana, vou começar uma maratona “Star Trek”. Conheço os personagens, algo da mitologia da franquia, mas talvez vocês não acreditem se eu disser que não me lembro de ter visto um filme inteiro. Na infância eu devo ter assistido, mas só algumas partes ainda estão vivas na memória. Resultado: decidi ver os dez filmes em sequência para me preparar para a nova versão dirigida por J.J. Abrams (que, pelo trailer, parece ter mudado radicalmente o estilo da franquia – me pareceu bem mais próximo de “Star Wars”, o que não sei se vai agradar aos fãs, já que existe uma “richa” entre os aficcionados pelas duas sagas). Quero ver pelo menos a série original também, mas acho que não vai dar tempo até o lançamento do novo filme, em 8 de maio.

3. Sobre o podcast, pessoal, decidimos duas coisas: dar um tempo e propor um novo formato. Pelos comentários, deu para ver que, embora o programa tenha fãs (que bom!), a maioria que se manifestou disse que não ouve porque prefer ler, ou não ouve por preguiça, ou por outros motivos. Acontece que eu gosto de debate, então já adianto que a próxima edição (ainda sem data) será concentrada nisso. E para dinamizar as coisas, penso em convidar vocês, leitores, a conversarem conosco. O que acham? Basta ter uma conta no Skype e meia hora livre num fim de semana para bater papo sobre cinema, que o resto a gente faz. Quem se habilitar, pode deixar recado aí nos comentários, que começaremos a agendar.



4. Adorei “Presságio”, dei risadas (mas não muitas) com “Monstros vs. Alienígenas” (em 2D e 3D), NÃO achei “Divã” uma porcaria e “Tony Manero” me deixou boquiaberto em alguns momentos. Sim, críticas a caminho.

5. Para terminar esta leva de notas, uma enquete:

%d blogueiros gostam disto: